Terça feira

Ontem acabei finalmente a aranha. Acho que ficou com um ar verdadeiramente malévolo, o que tanto pode atrair como repelir algumas pessoas. Mas é assim mesmo. Agora vou começar a fazer a abelha.

Fui almoçar com o meu pai que está de férias e estava um calor brutal no restaurante. Acho que vou hibernar e só volto a sair de casa em Dezembro.

Recebi hoje o primeiro email negativo em relação à loja de uma senhora que se queixou de que estava tudo mais caro do que nas lojas. Respondi a explicar que os preços incluem as despesas de envio, custo que as lojas não têm. Essa informação está escrita por todo o lado mas que nem toda a gente repara, motivo que me fez pensar muito antes de tomar a decisão de incluir o envio nos preços. Pareceu-me lógico porque as pessoas assim evitam surpresas desagradáveis no final mas também pode desencorajar logo à partida.
Ainda por cima eu só envio coisas por correio registado porque não confio nos CTT e preciso de uma segurança que as coisas chegam mesmo ao seu destino, o que aumenta um bocado esse custo.

De tarde estive a trabalhar numa newsletter para a loja mas não fiquei muito convencida com o resultado. Pode ser que amanhã corra melhor.

Ultimamente ando outra vez em fase criativa em relação às músicas. No fim de semana foi uma chamada Growing up e hoje foi outra chamada Dragon Lady. Nenhuma está terminada mas estão o suficiente para permitir gravar uma demo preliminar para me habituar à música e limar arestas. A primeira foi em conjunto com o Pedro na nossa tentativa de substituir o piano pela guitarra nalgumas músicas. A segunda foi graças à primeira: como já tinha escrito uma parte de piano para o verso da outra música que acabei por não usar, fiz uma pequena transposição para outra escala e usei para a segunda. Nada se desperdiça 🙂

O que tem piada é que apesar do principio das duas músicas ter partido da mesma base, são completamente diferentes. No fundo podem-se escrever 200 músicas com os mesmos 3 acordes. O que me lembra uma t-shirt muito gira com 3 acordes para guitarra e a frase ‘now go start a band’.

7 Comment

  1. ComentadordeServiço says: Responder

    Dee em vez de enviares por correio registado podias pôr o Pedro a fazer entregas ao domicilio…era uma boa maneira de o Pedro aliviar o stress do dia-a-dia e assim tinhas a certeza que a entrega seria realizada nas melhores condições. Dee pensei num golfinho…que achas….verão..água…Keep the good work! besos!

  2. O golfinho já está na minha lista há alguma tempo mas ainda não cheguei lá. O problema é conseguir fazer claramente a distinção entre o golfinho e a baleia (que já tenho em projecto). Sei que não são parecidos, mas com linhas direitas é mais complicado.

  3. “pôr o pedro a fazer entregas…”? Então mas… o Pedro não tem mais que fazer? O Pedro tem um emprego e tudo!

  4. As pessoas esquecem-se sempre desses pormenores, mas tu é que estás certa, se depois fosses apresentar no final esse valor a mais, aí é que ficariam mais chateadas, assim já sabem quanto custa o valor final, se querem muito bem se não querem vão la à tal loja, mas nem se compara um trabalho feito à mão totalmente único de um trabalho feito em série. E olha, e que tal uma ovelha? Ando à procura de uma ovelha assim neste género de trabalho e não encontro … fica aqui a sugestão.
    Bjocas!

    ps – o site está lindo!

  5. ComentadordeServiço says: Responder

    Pedro desde já as minhas mais sinceras desculpas..não te queria ofender..era uma brincadeira de verão…para te rires um pouco em casa com a Dee….é altura de chill out…já tens demasiadas chatices no teu dia-a-dia…isto era uma forma de te rires um pouco da vida. E se tu fizesses mesmo as entregas…o preço teria de aumentar…porque a gasolina está impossivel de suportar…:(. Fiquem bem. Pedro um grande abraço e um besito para a Dee. Dee em relação ao golfinho concordo contigo. Já agora a baleia podia ser uma Orca (ou baleia assassina como algumas pessoas as chamam). Over and Out:)

  6. Acho que devias usar piano sempre que possível. A música popular está repleta de guitarras.
    E que tal piano e guitarra: um fala e o outro responde?
    Assim já foge ao banal das composições populares.
    Desculpa a intromissão, mas é o meu espírito jazzístico a falar.

  7. Comentador de Serviço: eu percebi que era uma piada 😉

Deixar uma resposta