Doente e sem rede

Desde que cheguei da viagem que estou doente. Não é nada de grave – uma vulgar constipação – mas não me tenho sentido com vontade de fazer grande coisa e a ‘to do list’ tem vindo a aumentar. O máximo que tenho feito é lavar roupa.
Hoje tive uma encomenda de uma série de colares e brincos por isso estive a fazer uns quantos, mas mesmo a fazer coisas tão simples fico cansada rapidamente. Isto de não conseguir respirar é mesmo muito chato.
Para piorar a situação, há duas semanas que não temos uma ligação de internet de jeito. Já telefonámos e enviámos email para o apoio técnico uma série de vezes e as únicas respostas que obtemos é que fizeram testes e não detectaram anomalias, seguido de conselhos para pessoas estúpidas. Quando se diz que o problema continua na mesma têm a lata de responder que consideram esse assunto encerrado. Que raio de apoio técnico é este afinal? Estou a ficar brutalmente farta destes gajos.

É claro que há uma série de questões que podem ter causado o problema – faltou a luz e o cabo também pifou nessa altura, estão a fazer obras na rua para mudar o sítio por onde passam os canos da água e podem também andar a mexer no cabo (acho que estão mesmo a mudar as canalizações de sítio por causa do metro) e finalmente estão a fazer alterações para aumentar a largura de banda. Mas no mínimo podiam assumir qualquer responsabilidade pelas falhas no serviço em vez de se limitarem a dizer que não sabem de nada e chamar estupidos aos clientes. Mas estamos em Portugal e enquanto não começar alguém a processar estes gajos e a exigir de volta o dinheiro do tempo em que esteve sem serviço isto não vai a lado nenhum.
E pronto. Isto tudo quer dizer que não consigo adicionar produtos novos à loja e tive que escrever o diário num processador de texto à espera de melhores dias.
Entretanto vou imprimindo as fotos da viagem para ver se faço o álbum. Sempre dá para entreter.

Deixar uma resposta