O choque da semana

Na sexta feira passada, depois de acabarem as obras, estive a envernizar o bocado novo de chão do hall. Na quinta à noite fomos rápidamente comprar o verniz e a velatura para tentar que a cor do chão fique igual ao resto e até escolhemos bem. Usei máscara e luvas por precaução mas nem era preciso porque escolhemos produtos aquosos que não são tóxicos nem deixam aquele cheiro horrível pela casa. Dei a segunda demão do verniz às sete da tarde e fiquei por aí para aquilo ter tempo de secar antes de se colocar o roupeiro.

No sábado de manhã levámos a Scully ao vet para ver os dentes e marcar a limpeza. De tarde montámos finalmente o roupeiro que tinhamos comprado há um mês. Eu e o Pedro começámos e depois os meus sogros vieram ajudar nas partes mais pesadas. Ficou pronto por volta das seis da tarde e depois de uma pausa para lanche estive a arrumar no roupeiro a tralha que estava amontoada em sacos um pouco por toda a casa.

No domingo comecei a limpar devidamente o quarto do bebé e a lavar a roupa do primeiro mês, as almofadas e as cortinas que vão ficar no quarto.

Depois do esforço do fim de semana, na segunda estava exausta e passei a tarde a adormecer no sofá.

A terça feira foi um dia comprido. Começámos por levar a Scully ao vet para limpar os dentes e arrancar os que já não tinham safa possível.

Depois fomos fazer umas compras – um toalheiro electrico para a nossa casa de banho que não tem janela, o que faz com que as toalhas nunca sequem, e calças para o Pedro que comprou uma série delas há uns meses e imediatamente a seguir perdeu montes de peso.

Depois de parar em casa para almoçar, fui buscar as análises que fiz a semana passada e parece estar tudo bem, apesar de ser algo suspeito o facto de dar exactamente o mesmo valor de hemoglobina nas últimas 3 análises.

Fomos fazer mais uma ecografia. O bebé tem mais de 3 quilos, ou seja, aumentou praticamente um quilo no último mês. Realmente pareceu-me que a barriga cresceu muito nas últimas semanas. De resto parece que está tudo normal e a questão dos pés continua em aberto porque nunca dá para ver bem.

Ao final do dia fomos à consulta. Estavamos com esperança de marcar a data da indução mas estas coisas nunca são simples. As opções acabaram por ser já no próximo domingo, com 37 semanas e 1 dias ou no sábado seguinte, às 38. Eu não queria tomar uma decisão destas baseada puramente na minha ansiedade e arriscar problemas respiratórios no bebé por ter nascido cedo demais por isso achei que o mais indicado seria no sábado, esperando mais uma semana. Ficámos mais ou menos assim e fui fazer o CTG. Demorou uma eternidade porque a enfermeira estava ocupada e passei uns 40 minutos numa posição muito pouco confortável, sem apoio lombar. O Pedro não esteve melhor porque teve de estar a segurar a sonda porque aquilo estava sempre a perder o sinal.

Quando terminámos a enfermeira disse-nos que estava tudo bem mas para voltar na quinta e fazer outro CTG e depois se decidia se a indução seria já no domingo ou se espera. É claro que eu e o Pedro percebemos coisas diferentes. Eu percebi que se fosse igual esperava-se e o Pedro percebeu que se fazia já porque o bebé está muito mexido o que indicaria que já tem maturidade suficiente. Passei o resto da noite muito nervosa. Não estava à espera que fosse tão cedo e de repente uma série de coisas começaram a parecer urgentes, como acabar de arrumar o saco e limpar as coisas que faltam – aspirar as várias peças do carrinho de bebé, etc.

É claro que continuo a tentar convencer-me que é só às 38 semanas e não há motivos para panico. Mas é um daqueles casos em que fico nervosa seja como for. Por um lado a espera está no fim e se correr tudo bem vou poder parar de ter medo do que pode acontecer antes do nascimento. Por outro lado tenho finalmente de enfrentar a fase seguinte, de tomar conta de um bebé, que é algo que nunca fiz e tenho medo de fazer asneira. Por muito que se leia sobre o assunto, aquele primeiro dia em casa vai ser complicado. Imagino-me sempre com o Pedro e o manual de instruções do bebé, como se fosse para montar um móvel, a seguir as instruções passo a passo. 🙂
E ando há tanto tempo com medo que este segunda fase nunca aconteça que só agora é que me atingiu a verdadeira possibilidade. Basicamente sinto-me como se estivesse grávida há 3 anos e que é uma coisa que nunca mais acaba. E por muito deprimente que parte desse processo tenha sido, pelo menos é familiar.

Ontem à noite foi a vez do Pedro ter um ataque de energia e ir limpar mais umas coisas no quarto do bebé. Há duas noites que não consegue dormir. Acho que vai ser muito frequente daqui para a frente. Eu também não durmo muito bem mas é mais por causa das dores de costas e da articulação da anca. Pelo menos esses desconfortos estão quase no fim.

Hoje vamos fazer novo CTG e tentar descobrir qual o próximo passo. Se a indução for no domingo temos de estar no hospital por volta das oito horas e tenho de me preparar para a coisa demorar dois dias. Se for só no sábado seguinte podemos ter de ir ao hospital à mesma no domingo para fazer mais um CTG e depois aguentar mais uma semaninha.

We’ll see.

8 Comment

  1. Vais ver que tudo corre bem e não tarda tas com o bebé no colo (não esquecer o manual lol)

    Esperamos noticias 🙂

    Kiss

  2. Olá
    O meu filho nasceu no dia em que completei 37 semanas de gestação. Detectaram-me ACIU(atraso no crescimento intrauterino). Nasceu com 2.560gr e sem problemas nenhuns. Acho que o unico problema que os meninos que nascem antes das 38 semanas têm é que são muito comilões, o meu mamava de duas horas e meia em duas horas e meia, o que durante a noite não dá muito jeito.
    Não tenhas medo de não saber cuidar dele, todas sabemos!!!!!
    Desejo que tudo te corra bem e que tenhas uma hora pequenina.
    Um beijinho muito grande

  3. Correndo o risco de ser um comentário simplesmente idiota – tem calma, que desta vez vai correr tudo bem – gostava muito que servisse para te traquilizar.
    Embora acho que penses que não, sei que és muito corajosa. Tens trazido aos ombros um peso grande durante muito tempo e, como estás a prever, é um fardo (um “bom fardo”) que não te vai sair de cima nunca mais. Estás com certeza a sentir a aproximação da enorme responsabilidade.
    Mas descansa… Tu tens bons princípios, assim como o Pedro, vocês vão ser óptimos pais. E, sem querer aligeirar a situação, sempre as mães souberam tomar conta das crias, contigo – com a inteligência e bom senso – não vai ser diferente. Ainda por cima, sabes que vais poder contar com a ajuda do “pai babado” 😀
    Acho-te de facto, corajosa. Vai ser o começo duma nova fase para os três, com grandes desafios. Mas vai tudo correr bem, e daqui a um tempo vais sorrir quando leres o que escreveste sobre esta época….

    (eu ainda não consegui tomar essa tua decisão…)

  4. Dee, vai correr tudo bem
    Manter a calma o mais possivel,só pergunto porquê que não lhe fazem uma cesariana,visto os antecedentes e o bebé já está muito grande e mexido??!!!Fizeream-me o mesmo induziram-me o parto levei dia e meio ( é o que custa mais para mim o resto vem por acrescimo tem que sair(!!!)).
    Quanto a tomar conta do bébé não há manuais cada um é diferente é a nossa intuição de mãe e um
    pouco intuição femenina.O que custa mais é não se consegue ter tempo para nada( nem para nós mesmo) uma mama “mimosa” ,arrotinho( lá vão 30 minutos)outra mama”parmalat”arrotinho(+30m)
    muda a fralda, coloca no berço, chora ,abana,(+60m),se(….) ele mamar de 3h em 3h quando termina
    uma já está quase em cima da outra mamada.Isto sim é que é complicado de gerir no principio
    quando se vem para casa.Mas nada que não se resolva com a nossa cara metade que nesta altura é mesmo a nossa outra metade!!!
    Felecidades e muita paciência principalmente
    vai correr bem para mal já passou
    ciau

  5. está quase quase 😀

  6. Olá Dee!
    Bem, pelo que sei, às 37 semanas o bebé pode nascer à vontade sem risco de problemas respiratórios. Muitos bebés aliás, nascem de parto normal nessa altura, como o meu filho mais novo. Se já passou dos três quilos ainda melhor, é sinal que já tem “maturidade” para estar cá fora. Claro que tu e os médicos é que sabem e a opção pela indução deverá sempre ser vossa. Quanto à próxima fase, não há manual de instruções mas o instinto maternal ensina-nos todos os passos a dar! Bjs!

  7. Desejo-te uma horinha pequena e desta vez vai correr tudo bem!

    Bjs e felicidades

  8. Felicidades!
    Tudo vai correr bem!
    E “no stress”!
    E olha cuidar é institivo e na hora nem vais pensar se sabes ou não.
    Outra coisinha os Peixes são maravilhosos e uns gozões e primeira hehehehehe, conta a experiência de 16 anos do meu filhote.
    Bjs.

Deixe uma resposta