Mais uma noite sem dormir

Tenho de desistir da fantasia de conseguir levar o Tiago para o quarto às onze da noite e esperar dormir pelo menos uma horinha antes de ele ter fome outra vez. Assim que encosto a cabeça na almofada ele começa a chorar e daí até às 3, 4 ou 5 da manhã não volta a ficar quieto a menos que esteja ao colo.

Foi o que aconteceu ontem, novamente. O Pedro recusa-se a deixar-me traze-lo logo para a sala e acabámos por andar a levantar-nos de cinco em cinco minutos até à uma e meia da manhã, altura em que achei que já chegava e levei mesmo o Tiago para a sala.

Como passa esse tempo todo acordado começa a querer comer de hora a hora. Eu ainda tento dar-lhe a chucha para ver se ele aguenta pelo menos mais meia hora, porque comer a meio da digestão não é bom para ele, mas eventualmente tenho de ceder quando ele começa a chorar descontroladamente. Depois adormece mas só até o colocar no berço, altura em que acorda novamente.

Às 3 da manhã já estava dividida entre partir qualquer coisa ou acordar o Pedro. Dei de mamar novamente e deixei-o adormecer ao colo. Depois deitei-me no sofá com ele ao lado até às 4 da manhã e só aí é que voltei a tentar colocá-lo no berço. Ainda resmungou um bocado mas finalmente acabou por adormecer e lá dormiu até às 7.

Agora estou aqui na sala, sem poder dormir mais hoje porque está cá a Augusta a limpar a casa. Mas pelo menos amanhã é feriado e tenho pena mas é a vez do Pedro aturar o filho esta noite.

Para piorar a situação, temos uma nova vaga de vizinhos de cima. A casa de cima está constantemente a ser alugada a novas familias, cada uma mais barulhenta que a anterior. Mas acho que nunca foi tão mau como agora.

Os anteriores vizinhos já tinham a televisão ligada no quarto até às 2 da manhã, já arrastavam ruidosamente as cadeiras da sala e por vezes falavam alto, mas estes merecem um prémio.

Tanto quanto consegui perceber são um casal brasileiro que ou tem crianças ou tem amigos com crianças que estão constantemente lá em casa. Só sei que há miudos a correr de um lado para o outro e a arrastar moveis até pelo menos à meia noite.

Mas não se pode impedir crianças de correr pela casa e isso nem me incomodaria se não fosse o resto.

Começa logo às oito da manhã com o casal a falar aos gritos um com o outro. Parece que não são capazes de falar normalmente. Depois há a musica constante, com um volume que faz o nosso subwoofer sentir-se tímido. Têm festas com montes de gente quase todos os dias, até à meia noite. Depois levam a chinfrineira para a escada durante uns vinte minutos pelo menos até as visitas se meterem finalmente nos elevadores e desandarem. Mesmo assim a musica mantém-se, na sala, até às 2 pelo menos.

Mas o pior foi mesmo o domingo passado. Começaram aos gritos como de costume e depois estiveram a cantar musica brasileira em karaoke, com microfone amplificado, bastante desafinados, até altas horas da noite. SEM PARAR o dia inteiro. De tal forma que o vizinho do lado veio bater-nos à porta para saber se podia contar connosco para um protesto unido contra aquela maltosa. E os tipos vivem por cima de nós e não dele! O homem já estava a dizer que se soubesse que era assim não tinha comprado a casa. Eu como sou sacana não resisti a lembrá-lo que também já tive que aturar o barulho das obras dele durante quatro meses. Era bom demais para deixar passar.

Agora que se aproxima um fim de semana prolongado receio que volte a acontecer o mesmo. É que eu estou a chegar a um ponto de cansaço em que se não consigo dormir ainda mato alguém e posso perfeitamente usar a desculpa de insanidade temporária sem ninguém poder discutir.

10 Comment

  1. ohhh, n leves a mal mas gostava de dar uma sugestao em relaçao as noites do filhote 😛
    a minha filha tem 10 meses, e ate aos 4-5 meses mamava de 2 em 2 horas, mais ou menos. pois durante os primeiros 3m e meio dormiu na minha cama, ou eu dava em doida a levantar-me bêbeda de sono de 2 em 2h… assim, era só po-la a jeito e adormecer em seguida, nem arrotava nem nada.
    aos 3m e piques mudei-a para o quarto dela e adaptou-se como se sp tivesse dormido la.
    acredita que assim sp preservas a sanidade mental pq eles adoram dormir acompanhados… e deixam-nos dormir, claro ;))

  2. Dee, é a primeira vez que comento, apesar de já ler o blog há algum tempo 🙂
    Escrevo só para partilhar uma dica de mãe, porque o meu filho também chorava imenso porque a mamada parecia não o satisfazer mais do que uma hora.
    A pediatra disse então para lhe dar 30 ml de suplemento no biberão, era “a bica” depois de mamar. E resultou, conseguiu passar a fazer 3 horas entre “refeições”.
    A dica vale o que vale, mas talvez queiram experimentar.
    Parabéns e coragem!

  3. É péssimo ficar sem dormir, principalmente quando se tem bebezinho pequeno e vizinho folgado, acho que é por isso que nunca gostei de morar em apartamentos, prefiro mesmo minha velha casa onde raramente os vizinhos me vêem ou me atormentam.
    Sou brasileira como teus vizinhos e nem por isso minhas filhas foram bagunceiras ao extremo e nem eu tão barulhenta a ponte de chatear os que me cercam… rs… mas sempre existem exceções, né?
    Logo o tempo encaixa tudo no seu devido lugar, o sono volta, as preocupações melhoram… e o melhor, os vizinhos podem se mudar…
    beijos aos três 🙂

  4. Kity, não posso ter o Tiago na cama comigo porque o colchão é muito mole. Fica no berço ao lado da cama. Mas acho que o problema é mesmo o facto de durante o dia estar rodeado de luz e ruido e à noite estranhar o escuro e o silencio. Para além das cólicas, claro.

    Sónia, ele só quer mamar mais vezes porque está acordado. E fica com fome mais depressa porque adormece ao fim de 5 minutos. Dar-lhe biberão era pior para as cólicas e eu tenho leite suficiente, não preciso. Ele é que tem manias. Mas é só nestes bocadinhos durante a noite. No resto do dia só tem fome de 3 em 3 ou 4 em 4 horas.

  5. Olá!
    Acompanho o blog há algum tempo. Se ele estranha o silêncio e o escuro à noite, já experimentaste deixar uma luz acesa e música baixinho, tipo clássica ou isso? Pode ser que ajude.
    No supermercado já vi à venda gel-de-banho para bebé com perfume relaxante, a alfazema, mesmo para eles supostamente dormirem melhor! Cheira-me um bocadinho a treta, mas se ele gosta de tomar banho não custa tentar.
    Desejo-te uma boa noite de descanso e bom feriado e fim-de-semana, pode ser que dê para descansar um pouco!

  6. uma amiga minha tinha leite a mais e congelava, e dava o tal suplemento no biberão (porque o filho dela também ficava com fome) com o leite dela, já pensaste nisso? ela também diz que isso depois facilitou a transição para o biberão, se bem que ele ainda andou a beber leite materno durante 2 semanas depois de ter de deixado de mamar, porque ela tinha um belo de um stock…fala com o teu pediatra

    eu pessoalmente não sou apologista de os ter na nossa cama, mas cada cabeça sua sentença, nenhuma das minhas amigas com filhos o aconselham e/ou o fazem…a minha cunhada durante o dia fechava tudo porque se o meu sobrinho visse ponta de luz não dormia, mas nunca o habituou ao silêncio, já pensaste em arranjar música relaxante e meteres baixinho muito baixinho para não ser o tal silêncio? e durante o dia quando ele for dormir meter tudo escuro para ele se habituar??

    quanto aos vizinhos, a latosa das pessoas nunca deixa de me surpreender. a minha vizinha de cima, se fizer um pouco de barulho fica logo de trombas, e não é nada de transcendental, às vezes estou a cozinhar e esqueço-me que são dez e tenho a música um pouco mais alto, mas não é volume de discoteca, eis que ela fica enjoada durante não sei quanto tempo, eu já mal faço barulho…

    em troca, tive obras durante um mês e meio, e como a semana não bastava, quando os trolhas se iam ao fim-de-semana eles próprios continuavam as obras às 8 aos sábados e domingos até ao fim do dia, ela aspira quase todos os dias, fora às vezes em que à 1 e tal da manhã me andam aos pulos pela casa, mas isso já não faz mal…

    a última foi não me avisarem e destruírem-me o jardim, disseram que me iam replantar as plantas, mas de 12 tulipas, dei com umas míseras 4, espetaram as grandes e as pequenas lixo, 80% do jardim foi todo, vieram com uma história que não me queriam incomodar e não me tinham apanhado em casa, ora como eu trabalho em casa essa foi de facto gira. eu tinha tirado as plantas e depois plantado novamente, agora aquilo…anfam

    espero que consigas descansar um pouco mais nestes dias com o pedro por casa!! muita força!!

  7. Ana Paula Miraldo says: Responder

    Dee, se me permites o conselho, experimenta singing lullabies, fiz isso ao meu rapazola de quase 3 anos desde de bébé e sabes que ainda hoje com a idade que tem é a melhor forma de o acalmar, mbora me faça passar figuras tristes!!! Really, experimenta e procura em vez de o adormeceres ao colo, fazeres como fizeste desta última vez, deitares-te no sofá ao lado dele e qd ele adormecer, levá-lo para o bercinho. O meu filho sofreu um bocadinho com cólicas até mt tarde. Nos primeiros meses, uma coisa que funcionou mt bem, que me foi ensinado por uma enfermeira no hospital, foi deitar-me e colocá-lo de barruiguinha para baixo sobre a minha barriga. Posso dizer-te que ele sossegava mt mais depressa e adormecia mais depressa e eu tb descansava, pq acabavamos por dormir os dois. O problema foi qd ele deixou de fazer essa associação. Tens razão numa coisa, apesar de serem pequeninhos criam manias mt, mas mt cedo. Cabe-nos a nós contorná-las. Bjs e boa Páscoa.

  8. É chamar a Polícia; eles podem ser (e ser o sr. agente não der em bonzinho, são-o) multados por cada vez que vocês chamem as autoridades por causa do barulho. Às páginas tantas as festas começam a sair caras. 😉

  9. Sem te querer aborrecer deixo aqui uma sugestão porque comigo deu bastante resultado. Os meus filhos, como também eram muito chorões durante a noite, acalmavam bastante se dormissem com a cama de grades mesmo colada à minha. Eu, punha então a mão por entre as grades e dormia de mão dada com eles. Uma amiga minha punha também no berço, bem perto do bebé, uma peça de roupa com o cheiro da mãe e o bebé sentia-se mais acompanhado. Eu sei que são apenas ideias e sugestões e que o que resulta com alguns bebés não tem efeito algum noutros mas…we´re only trying to help…xxx

  10. Cara,
    Eu sou brasileiro e sei muito bem o que é sofrer com falta de educação das pessoas. Aqui parece uma praga, iguais a seus vizinhos existem aos montes.
    Espero que consigam acabar com a raça deles porque também odeio gente barulhenta.

Deixe uma resposta