Já se senta

Ontem ao fim do dia o Tiago aprendeu a sentar-se sozinho. Já andava a ensaiar há algum tempo mas só ontem, enquanto eu estava ao telefone com o Pedro é que conseguiu finalmente resolver os últimos problemas técnicos. Eu até estava um bocado distraída com a conversa e por pouco nem via a nova habilidade. O que é fabuloso é que a partir do momento em que aprendem uma coisa os miúdos passam automaticamente a agir como se sempre tivessem feito aquilo e o Tiago numa noite voltou a sentar-se mais umas quantas vezes sem esforço nenhum, uma delas no banho enquanto o Pedro estava ocupado a por sabonete na esponja.

Há dois dias resolvemos finalmente a questão do Smart graças a um casal muito simpático mas não deixou de ser estranho ver outra pessoa a ir-se embora com o nosso carro.

Nessa tarde tinha ido ao dentista, que foi algo doloroso, mas se tudo correr bem para a semana acaba o tratamento. Deixei o Tiago com os avós do Pedro e apesar de ele estar cheio de sono parece que até esteve animado. Só que quando chegou a casa, entre a fome e o sono, ia adormecendo na cadeira enquanto eu lhe tentava dar a papa. Quando o fui por na cama adormeceu quase instantaneamente. Aproveitei a sesta para limpar a casa enquanto esperava pela hora de entregar o carro.

Ontem estive novamente a limpar a casa durante a sesta do Tiago, desta vez um pouco mais a fundo. Quando estava a terminar apareceram os meus pais. O Tiago ainda dormiu mais uma hora.

Por volta das nove tivemos a visita do Fernando e da Lena, de quem eu já tinha ouvido falar imensas vezes mas que que ainda não conhecia. Achei-os muito simpáticos e descontraídos e é realmente uma pena que vivam no Algarve e não dê para nos encontrarmos mais vezes. Eles têm um bebé um mês mais velho que o Tiago e estivemos todos a observar a interacção dos dois bebés. Não se pode dizer que tenha existido muita socialização mas o Tiago estava muito curioso e alegre e o Miguel fartou-se de se divertir com os brinquedos que tinhamos espalhados pela sala e foi espantoso ver a facilidade com que ele se põe de pé e gatinha pela casa. Nesse campo o Tiago está um bocadinho atrasado. Ele rasteja mais tipo minhoca neste momento – avança um joelho e depois faz deslizar a barriga para a frente. Chega lá mas demora muito mais tempo.

Mas mesmo com a pouca mobilidade do Tiago já deu para perceber que vamos precisar de tornar a nossa casa um pouco mais minimalista porque ele tem o dom de encontrar exactamente aquele item potencialmente perigoso para brincar, como o fio do candeeiro de mesa ou do monitor de bebé que lhe podem cair em cima se ele puxar um bocadinho. Isto quer dizer que quando ele está no chão tenho de estar constantemente a observá-lo para evitar acidentes mas ele assim não consegue explorar grande coisa.

Hoje fui cancelar o seguro do carro e aproveitar para passear com o Tiago. Só que ele ficou tão cansado ontem (só foi para a cama às 10.30, uma hora mais tarde que o costume) que hoje está muito queixoso e cheio de sono.

1 Comment

  1. Olá de novo Dalila. É com prazer que leio o “diário” do desenvolvimento do Tiago 🙂
    O nosso Pedro está já com três anos e está um pequeno espanto. Mas isso é o que todos os pais dizem dos filhos, não é? 😉
    No próximo dia 14 (de Dezembro), o mais tardar, teremos mais um rebentozinho (uma rebentozinha) para nos adoçar a vida.
    Em princípio, chamar-se-á Maria (ainda não decidimos o segundo nome) e o Pedro está “em pulgas” para receber na sua vida a sua “mana”, como ele próprio lhe chama.
    Quanto a minimizarem o aparato caseiro, é realmente uma boa opção. O Pedro, tal como todas as crianças (e o vosso Tiago também, pelos vistos), tinha o dom de encontrar as coisas mais perigosas para poder mexer. Se, na mesa da sala – baixinha e de fácil acesso – estivessem: uma peúga, um livro, um telemóvel, um copo de plástico, um rolo de fita-cola e um x-acto, ele ia LOGO MEXER NO X-ACTO!!!
    Mesmo assim, se criarem uma casa (teoricamente) à prova de crianças, as crianças arranjarão maneira de tornar perigosa qualquer situação ou objecto aparentemente incólume. É como aquela frase: “Não há sistemas operativos à prova de pessoas estúpidas porque as pessoas estúpidas são muito astuciosas e conseguirão inventar modos cadas vez mais avançados de serem estúpidas” 😉
    Bem, para finalizar, vou repetir que gostaria MUITO QUE TU OU O PEDRO ME CONTACTASSEM!! Nunca mais nos falamos e, confesso, tenho saudades vossas. E, agora, até temos mais coisas em comum para poder dizer disparates 😉
    Ah, e como já temos três anos de experiência, podemos partilhar alguns “truques”.
    Vá lá… digam qualquer coisa. O mail está à vossa disposição.
    Um abraço e beijos (façam a distribuição conforme mais vos der mais prazer ;-))

Deixe uma resposta