Update Tiagal

Tenho que ir escrevendo estas coisas para saber quando aconteceram porque daqui a uns tempos já não me lembro.

O Tiago começou recentemente a sentar-se e já se tornou um especialista. De tal forma que agora é ainda mais complicado mete-lo na cama porque pouco tempo depois vou dar com ele sentado. Ou seja, o nível de dificuldade está a aumentar cada vez mais depressa, um bocado como nos jogos de computador. Comparado com a fase que começa agora tudo até aqui foram férias.

Continua a não gatinhar propriamente mas a sua locomoção minhoca está a tornar-se quase tão rápida como um gatinhar normal e já vai de uma ponta à outra do quarto nas calmas. Tenho incentivado o exercício sentando-me na ponta oposta do quarto com um brinquedo até ele vir ter comigo. Demora um bocadinho a sentir-se tentado mas acaba por vir, especialmente se o brinquedo for o seu preferido do momento, que agora são os copinhos de empilhar.

O que me leva à novidade mais recente. O Tiago já tinha começado a fazer pinça com o polegar e indicador há algum tempo e já tirava um copinho de dentro de outro, mas começou agora a conseguir voltar a por o copo dentro de um dos maiores. Ainda não é perfeito mas está a começar a perceber o funcionamento da coisa, o que é excelente.

A nivel da linguagem é que não vejo grandes avanços. Tenho andado a fazer um treino um pouco mais intensivo mostrando-lhe livros com imagens e repetindo o nome das coisas e as cores mas é raro ele tentar repetir as palavras. Mas gosta imenso dos livros e já vira as páginas – livros de cartão, claro, porque se for papel ele limita-se a come-lo e tenho que lhe tirar bocados de pasta de papel da boca antes de ele ter tempo de engolir. Quando é que será que passa a fase de meter tudo na boca?

Ando muito cansada ultimamente e esta semana não consegui fazer nada de jeito mas pronto, é assim mesmo. O descanso é para os fracos e este é um cansaço auto-infligido e inteiramente voluntário. Que é o problema de uma pessoa se queixar de estar muito cansada por andar um dia inteiro a tomar conta de um bebé. Ninguém nos obriga a ter filhos e por isso não nos podemos queixar quando nos dão trabalho e nos tiram o sono. E apesar de haver alturas em que uma pessoa está tão cansada que não devia conduzir, quanto mais tomar conta de uma criança, consegue-se sempre mais um bocadinho, pelo menos até à próxima sesta.

É claro que basta um sorriso ou uma gargalhada para valer a pena. E o facto do Tiago começar a compreender o que quer dizer ‘não’ também ajuda. Ele continua a tentar fazer a asneira à mesma mas a hesitação dá-me tempo para chegar lá antes de acontecer alguma coisa má.

Não que ele esteja em grande perigo mas tem de facto uma atracção especial por fios eléctricos e por mais protegida que esteja a casa os fios eléctricos são uma praga inevitável. E como ele ainda cabe debaixo dos móveis é muito complicado ter tudo completamente fora do alcance.

O pior é que ainda não estou ajustada ao facto de os fins de semana já não fazerem diferença. Estou sempre à espera do fim de semana para ter tempo para isto ou aquilo que não consegui fazer durante a semana e entre limpar a casa, cozinhar, tomar conta do Tiago, levá-lo ao parque um bocaidnho, visitas, etc, acaba por ser ainda pior do que durante a semana. Mas a esperança é a última a morrer.

2 Comment

  1. olá,
    descobri ontem o teu blogue enquanto pesquisava com algum desespero sobre o grande tema das cólicas. “Tenho” um Sebastião (será sempre mais dele próprio do que meu), com 26 dias. Revi-me, e ri-me “a bandeiras despregadas” como não conseguia há semanas devido ao cansaço e compenetração em tratar do meu filhote, com as descrições das enfermeiras aquando do nascimento do teu tiago. eu tenho tentado manter 1 diário, até para mais tarde o sebastião saber como viveu os 1ºs dias, mas questiono-me como consegues e conseguiste manter 1 blogue com descrições e reflexões tão exaustivas.. entre alimentação, fraldas, fucidine no umbigo, soro no nariz e massagem abdominal antes de cada refeição, lavar e esterilzar biberons, ferver água, banho, lavar e estender roupinha dele, tentar lembrar-me de comer eu tb e de ir à casa de banho 1 mínimo saudável de vezes, eu consigo apenas registar os factos.. não refletir sobre eles.. Agora chegou o montro das cólicas e o intervalo de sebastião diminuiu drasticamente. Mas é o filhote mais bonito do mundo!
    Divirtam-se, tu e o tiago e o pedro,

    rita

  2. Na verdade escrevo com pouca frequencia e acabo por condensar uma semana ou mais num único post. Mas escrevo como penso e para mim não faz sentido pensar em algo que o Tiago fez sem adcionar a minha reacção porque não sou uma observadora independente. Aquilo que lhe acontece a ele acontece-me a mim também porque estou lá.
    A altura das cólicas é realmente muito má e só te desejo que passem depressa porque é horrivel ouvi-los chorar daquela maneira sem poder fazer nada.
    Mas o que tenho aprendido é que o nível de dificuldade vai aumentando e acho que todas estas fases más ajudam a preparar-nos como mães para as que se vão seguir. Vai aumentando o stress com a mobilidade deles por causa das quedas e cabeçadas mas já não passamos o tempo preocupadas com verificar se estão a respirar. Ou seja, o stress não diminui mas vai mudando 🙂
    Boa sorte com tudo. O meu acordou agora por isso estou de volta ao serviço.

Deixar uma resposta