Baby steps

Depois de um almoço horrivel consegui finalmente que o Tiago comesse qualquer coisa ao lanche. Dei-lhe um bocado de pão e enquanto ele estava entretido a roer aquilo fui conseguindo dar-lhe umas colheradas de papa e fruta pelo meio sem ele chorar. Foi pouco mas é melhor que nada.

À noite jantámos os três e estava a correr tudo bem com a mesma técnica até o Tiago se engasgar num bocado de pão e vomitar tudo. É o segundo jantar vomitado de seguida.

Ainda lhe demos mais um bocadinho, principalmente fruta porque ele não queria mais sopa, mas é uma frustração ter todo aquele esforço desperdiçado.

Mas pronto. Com calma ele acabará por aprender a comer sozinho e não há dúvida que é um grande passo, especialmente considerando que ele ainda nem fez 9 meses.

E por falar em passos, agora que o Tiago já rasteja pela casa fora – já começou a ir ter connosco à cozinha em vez de ficar a queixar-se na sala – está a começar a querer por-se de pé. Só que em vez de se apoiar nos móveis como faria sentido, quer fazer tudo sozinho (mais uma vez) e faz ponte ou pôe-se de joelhos com o tronco direito e bate palminhas e depois cai de cara no chão. Ainda não se magoou a sério mas temo que esteja para breve. Acho que está na altura de rever o kit de primeiros socorros e comprar pensos rápidos com dinossauros…

Deixar uma resposta