As chatices de ser adulto

Ser adulto tem de facto uma série de vantagens em relação às idades anteriores. A maior é obviamente a independencia e o facto de não ter que dar explicações a ninguém. Infelizmente há também desvantagens muito irritantes, nomeadamente passarmos a ser nós responsáveis por ter de resolver todos os problemas que ocorrem no dia a dia.

Um dos problemas mais frustrantes é quando é preciso fazer reparações em casa, algo em que estou a ficar perita este ano. Já vou no quinto canalizador desde Novembro de 2006 e já não posso com isto.

Agora foi a torneira da banheira, que tinha sido montada precisamente em Novembro do ano passado, que saltou da parede. Aparentemente é muito pesada e os parafusos estavam ferrugentos e partiram. Lá tive que chamar um canalizador e aproveitei para perguntar se me resolviam o problema do buraco na parede da cozinha que está por tapar desde que rebentou o cano.

Marcaram para dia 13 e apareceram dia 12 de manhã. Ainda estava eu de pijama a achar que ia ter uma manhã calma.

Como de costume aquilo é sempre mais complicado do que parece ao princípio, e quando dei por isso tinha a casa de banho toda partida.

Como era preciso mudar azulejos e tudo e a banheira está muito velha ficou então decidido que se aproveitava e mudava-se a banheira também. É preciso acrescentar que isto é tudo sem orçamento e não faço ideia de quanto vai custar.

Na cozinha foi retirado o isolamento que tinha sido colocado pelo canalizador anterior porqueera de amianto, produto altamente perigoso. Na verdade acho que devo ter tido uma paragem mental quando aceitei que o tipo metesse aquela porcaria na nossa cozinha e é algo que me tem preocupado desde então. Como o canalizador que veio agora tem um sogro que supostamente morreu por causa daquilo, até recuou quando lhe falei em amianto e não faz nada na cozinha sem máscara e luvas.

Enfim. Tem sido muito pouco divertido, como podem imaginar, com marteladas constantes, jarras a cair das prateleiras com a vibração, a casa cheia de pó sem ter tido tempo sequer de tirar as toalhas e outros items da casa de banho antes de começarem a partir e dois tipos que preferem andar a vasculhar por todo o lado como se estivessem em casa em vez de falarem comigo quando precisam de alguma coisa. Compreendo que parte disso seja porque sabem que eu estou com o Tiago e estão com medo de incomodar porque posso estar a tentar adormecê-lo (como se fosse possível ele dormir com esta barulheira) mas não deixa de ser extremamente má educação.

O coitado do Tiago é que anda muito chateado exactamente porque não consegue dormir as suas sestas. E está toda a gente a trabalhar por isso nem tenho ninguém que o possa levar daqui durante umas horas.

As obras ainda não vão ficar prontas hoje. Aliás, parece-me que isto está para durar e entretanto estou sem sítio onde tomar banho ou dar banho ao Tiago. No que é que me fui meter?

Deixar uma resposta