Finalmente em pé

O Tiago está quase a fazer 10 meses e foi ontem a mais uma consulta onde ficámos a saber que já tem 8,55 kg e 77 cm de altura. Quer dizer que se mantém no mesmo percentil de peso e que está a ficar um pouco mais gorducho apenas porque já não cresce tantos centimetros por mês. Mesmo assim está no percentil 90 de altura.

As outras novidades de desenvolvimento são aquelas coisas que se esperam nesta fase: choraminga assim que percebe que vou sair da sala porque não quer ficar sozinho nem um segundo, já não sorri às pessoas que não conhece e ontem conseguiu finalmente por-se de pé, depois de algumas semanas de treino intensivo. Aliás, o Tiago tentava por-se de pé sem se agarrar a nada. Sentava-se sobre um pé e com a outra perna esticada, numa pose muito kung-fu e tentava subir. Deu montes de quedas até aprender a voltar à posição de sentado mas o exercício acabou por servir para ganhar força nas pernas.

E como tudo, assim que consegue algo pela primeira vez, passa a ser uma actividade comum. O que quer dizer que se ele já tinha alguns dias em que se fartava de cair, agora então ainda deve ser pior.

Felizmente já tem uma grande colecção de meias anti-derrapante. Infelizmente já aprendeu a tirá-las. Gosta imenso de tirar uma meia e depois gatinhar com ela na boca como um cãozinho.

Aliás, o Tiago começou finalmente a brincar. Até aqui limitava-se a agarrar em objectos e metê-los na boca. Conseguia tirar copinhos de dentro uns dos outros e recentemente começou a voltar a colocá-los dentro dos maiores e desde o Natal tenta fazer coisas como por a tampa no balde, empilhar objectos (que ainda falha mas a intenção já é bastante óbvia) mas são tudo tarefas que faz por curiosidade e não necessariamente por divertimento.

Só que a semana passada o Tiago começou efectivamente a brincar. Tapa a cara e depois destapa, fica à espera da nossa reacção e farta-se de rir. Começou também a brincar à apanhada. Gatinha para longe de nós, pára, olha para trás e fica à espera de ser perseguido, algo que adora. Como se pode imaginar, gatinhar atrás de uma criança de 9 meses é uma actividade extremamente cansativa. Ele não parece cansar-se e faz a mesma coisa vezes sem conta. Ao fim de meia hora já só quero ir dormir e ele continua super divertido.

Uma das coisas mais perigosas é que o Tiago descobriu que se pode encostar aos objectos. O problema é que não distingue quais são sólidos o suficiente para aguentar o seu peso e quais escorregam deixando-o cair de costas. Felizmente ele já percebe bastante os nossos avisos e conseguimos evitar algumas catástrofes falando com ele.

O nível de dificuldade parece aumentar de dia para dia e há dias em que aguento o ritmo e outros em que não. Como já não me lembro muito bem que até tinha alucinações com a falta de sono nos primeiros meses, tenho momentos em que penso que há uns tempos atrás era mais fácil. Nunca estamos satisfeitos 🙂

Deixar uma resposta