O primeiro dia no escorrega

Esta manhã estava um tempo tão convidativo que resolvi levar o Tiago ao parque infantil. Já andava a pensar nisso há algum tempo mas como ele ainda não anda sequer, parecia-me um pouco cedo. Por isso, quando saí de manhã foi mais para ele poder observar os outros miúdos a brincar do que propriamente a pensar que ele seria capaz de brincar com algum do equipamento. No fundo pensei que se começar a levá-lo a uma zona com outras crianças pode ser que acabe por compensar um bocado o facto de não andar na creche. Mas depois de estarmos sentados um bocadinho achei que não perdia nada em ver como seria a reacção dele.

Primeiro sentei-o no chão e ele esteve a brincar com a areia – a tentar agarrar e a esfregar os pés todo contente. Depois peguei nele e levei-o ao escorrega onde o deixei deslizar, sempre agarrado, claro. Repeti várias vezes até ficar com os braços cansados. Depois ele andou a gatinhar um bocado e por fim fui até outra área que me pareceu para crianças mais pequenas porque é só uma escada fechada, para eles não meterem os pés nos buracos, um escorrega mais curtinho e uma zona tipo ábaco gigante, com uns discos de borracha com que o Tiago esteve muito entretido.

No geral acho que foi um grande sucesso e tenho a sensação que vou passar a levá-lo lá muitas vezes. É um bocado longe, especialmente com o caos em que a cidade está, mas vale a pena o esforço. E assim também faço algum exercício.

A excitação com todas aquelas novidades foi tão grande que o Tiago adormeceu assim que o sentei no carrinho para voltar para casa. Foi a dormir até a casa e só acordou quando o tentei passar para a cama. Por um lado até foi bom porque era hora de almoço mas por outro lixou-me o resto do dia porque ele depois recusou-se a dormir a sesta e não consegui fazer nada o dia inteiro.

Uma das lutas actuais é conseguir que o Tiago use sapatos. Não quer calçá-los e farta-se de chorar. Mas hoje percebi que se tiver a TV ligada ele distrai-se e não se queixa tanto. Consegui assim que ele usasse os sapatos durante uma hora, inclusive fora de casa. Como o bom tempo continuava, levei-o a uma praceta que há nas traseiras da nossa casa para ele experimentar andar na rua com os sapatos. Vai demorar a habituar-se mas se for um bocadinho todos os dias acabará por acontecer.

Deixe uma resposta