The Happening

Fomos ontem ver o The Happening e posso dizer que gostei, o que aparentemente é uma opinião pouco popular.

Apercebi-me recentemente que as pessoas no geral não gostam dos filmes mais recentes do Shyamalan. Tanto quanto compreendo estavam à espera que o o homem fizesse o mesmo filme para o resto da vida e passa-lhes ao lado o facto dele fazer bons filmes, todos eles diferentes mas bem filmados, com suspense e uma visão pessoal.

Por mim posso dizer que até agora não fez nenhum que eu não gostasse. É óbvio que tenho favoritos, mas sinceramente o Sixth Sense nem é um deles. Gosto principalmente do Signs e do The Village.

Acho que essa coisa de querer obrigar um realizador a fazer filmes com twist final para o resto da vida quando ele tem obviamente outras qualidades é uma parvoíce.

Sendo assim, gostei do Happening. Está bem filmado, tem uma história simples e bastante suspense. Não é um filme de pipocas e explosões nem de twist final que explica tudo. É para ver pelo que é, pelo que vai mostrando.

Para mim é a versão Shyamalan do Birds do Hitchcock. Tem a mesma atmosfera e outros elementos que não digo porque não gosto de estragar os filmes às pessoas visto que acredito que quanto menos se souber num filme destes melhor, algo que alguns críticos de cinema deviam aprender.

E por fim, parem de bater no Shyamalan por não passar a vida a fazer o Sixth Sense outra vez. Há tão poucos filmes bons hoje em dia. Com este tipo de pressão para fazer filmes comerciais acabam por acontecer coisas como por o Ang Lee a realizar o Hulk e depois queixam-se que o filme não tem cenas suficientes com o boneco a destruir tanques. Há que respeitar sensibilidades diferentes e celebrar isso mesmo. Já há demasiados filmes maus no mundo.

Deixar uma resposta