A 2 dias de ir para a escola

Esta semana fiquei verdadeiramente espantada ao aperceber-me do que o Tiago já compreende. Há poucos dias ainda ficava a olhar para mim quando lhe dizia certas coisas e de repente pergunto-lhe se ele sabe onde está o outro sapato e ele vai buscá-lo. Ou seja, não só já compreende o significado da frase – em vez de apenas uma ou outra palavra ocasional – como está a tornar-se bastante mais cooperante. Dou com ele a arrumar os brinquedos no balde que tem para o efeito e a por os livros de volta na estante, na prateleira correcta.

Ontem fiquei ainda mais espantada: ele estava a brincar com o meu relógio pondo-o dentro do barco de brincar. Quando se fartou da brincadeira foi arrumar o barco no balde dos brinquedos. Eu disse-lhe ‘então Tiago, se já não queres o relógio podes dar-me-o de volta’. Ele foi buscar o barco, tirou o relógio e veio entregar-mo. Para um miúdo que não diz uma palavra não esperava tanto.

Hoje passei o dia a imprimir fotos do Tiago. Apercebi-me que o album dele parou nos 3 meses – é o que o Pedro diz: dá para perceber quando é que ele começou verdadeiramente a dar trabalho que eu deixei de ter tempo para fazer coisas como albuns de fotos 🙂

Como tinha que imprimir fotos dele para a escola – fotos tipo passe, etc – aproveitei e escolhi mais umas quantas. Demorou mesmo o dia inteiro a imprimir – a ‘torradeira’ da epson faz fotos com boa qualidade mas demora uma eternidade a imprimir cada uma. Desta vez dei-me ao trabalho de escrever a data de cada foto para ser mais facil fazer o album depois (um dia destes, quem sabe, quando tiver tempo).

Entretanto já tenho a mochila do Tiago pronta ir para a escola na segunda feira. Estava a pensar deixá-lo lá e ir ao cabeleireiro para não vir para casa roer as unhas o resto da manhã mas não sei se consigo. Estou desesperadamente a precisar de cortar o cabelo e fazer qualquer coisa para disfarçar o look bicolor de quem não pinta há mais de 6 meses mas já sei que me ponho a pensar ‘então e se corre alguma coisa mal e me ligam para ir lá buscá-lo e não estou despachada?’. Sei que isso não vai acontecer mas não conseguiria estar à vontade.

Nestas últimas duas semanas tenho andado mesmo muito ansiosa e um bocado deprimida por causa do infantário. Imagino aquele primeiro dia em que tenho de o deixar a chorar e ir-me embora e estive quase a desistir. Passei noites sem dormir e tenho por vezes a sensação completamente irracional de que quando o deixar lá nunca mais o volto a ver. Esta altura do ano já não é fácil para mim há uns anos e como agora tenho mais uma fonte de inquietação, os sentimentos acabam por se misturar todos resultando em ligações absurdas mas perturbantes. Da mesma forma como não consigo pensar no parto do Tiago sem pensar no parto do Alex agora também sinto que estou a ‘perder’ o Tiago na mesma altura do ano em que perdi o Alex. É uma coincidencia infeliz, esta sobreposição de datas a marcar uma nova etapa e mudança inevitável na nossa vida.

Com tudo isto vem também a ansiedade relacionada com o trabalho, com a pressão extra de ter agora que arranjar mais trabalho que compense o facto de continuar em casa. Eu até me farto de trabalhar só que infelizmente não é o tipo de trabalho que dê grandes contrapartidas financeiras. Mas se tiver que arranjar um emprego convencional o Tiago vai ter de ficar no infantário 12 horas por dia ou mais e eu passo de acompanhá-lo todo o dia a limitar-me a levantá-lo de manhã e deitá-lo à noite. Sei que temos de fazer muita coisa pelo dinheiro mas ficarei verdadeiramente deprimida se for obrigada a tomar uma decisão com este tipo de limitações. O Tiago é a minha primeira prioridade e eu quero acompanhar o seu crescimento. É egoísta, talvez, e sinto-me mal por ser o Pedro a carregar a maior parte da responsabilidade financeira da família. É um dilema que espero conseguir resolver brevemente sem ter de abdicar completamente de estar presente na vida do meu filho.

2 Comment

  1. Que engraçado! O meu primo é o maior!

  2. Pois é ele já vai amanhã para a escolinha!…como o tempo passa depressa!

Deixe uma resposta