40 de febre

Já sabia que o Tiago não se estava a sentir muito bem, mas quando fomos para a cama ontem por volta da meia noite, ao ir espreitar o Tiago, demos com ele com 40,1 graus de febre. Ficámos naturalmente preocupados e depois de ligar para os meus sogros lá despimos o miúdo e estivemos a torturá-lo, refrescando-o com uma toalha molhada para lhe descer a temperatura. Ele ginchava desesperadamente porque aquilo deve ser de facto muito desagradável, mas ao fim de um bocadinho já tinha descido um grau ou dois.

Demos-lhe mais um benuron e ficámos à espera meia hora antes de medir a temperatura outra vez. Por volta da uma da manhã já tinha descido para os 37,8 por isso vestimo-lo novamente, com uma roupa um pouco mais fresca do que o pijama. Às duas da manhã fomos espreitar outra vez. A temperatura já tinha descido mais um bocado mas estava encharcado em suor. Foi preciso mudar-lhe a roupa e o lençol da cama e voltar a deitá-lo. Felizmente ele adormeceu depressa depois de todas estas interrupções. Podia ter sido bastante pior. Nós é que não dormimos nada, como seria de esperar.

O Pedro acertou o alarme para as 5 e meia porque havia a hipotese do Tiago ter um novo pico de febre por volta das 6 horas, altura em que o benuron já teria perdido o efeito. Fui medir a temperatura e estava fresquinho. Voltei a verificar às 7 e continuava bem. Fiquei mais descansada.

Foi uma noite horrível mas esta manhã o Tiago estava quase normal. Ficou cansadoo mais cedo, como é natural, e fartou-se de dormir de tarde, mas o tempo que esteve acordado esteve a brincar como normalmente.

É claro que não foi para a creche, até porque deve estar contagioso, e eu e o Pedro também não estamos em grandes condições. Eu já vou em semana e meia de seguida doente e começa a ser cansativo. Mas é como tudo – uma pessoa habitua-se ao ritmo de ‘fazer coisas sem dormir bem e com nariz entupido’ e lá vai funcionando.

Foi a primeira vez que o Tiago teve alguma coisa assim mais grave (porque aparentemente as febres altas nos bebés podem dar origem a convulsões e coisas assim divertidas) e é daquelas coisas que nos faz lembrar a responsabilidade que é ser pais. Felizmente o miúdo parece resistente.

3 Comment

  1. Já que estamos em maré de doenças, cá por casa é igual: uma noite passada no Garcia de Orta com a bebé e o Barry com amigdalite a tomar injecções de penicilina…oh well.
    As melhoras para vocês.

  2. Acho que esta altura do ano (e até à Primavera) é terrível para as crianças.
    O meu bébé desde que entrou para o infantário, há cerca de 3 semanas, já esteve constipado, teve uma gastroenterite e agora está cheio de tosse.
    É tudo muito complicado para nós (pais inexperientes). Fico verdadeiramente destroçada quando o vejo doentinho e com aquele ar triste.

  3. Cá em casa eu é que fico doente e o Tiago limita-se a ficar com o nariz a pingar um dia ou dois. Esta febre foi um bocado estranha porque ele não teve nenhuma infecção, diarreia, otite nem nada do estilo e no dia seguinte já estava quase normal. Eu por outro lado continuo ranhosa e com tosse. É a vida.

    melhoras às respectivas famílias também.

Deixe uma resposta