O jantar de sábado

No sábado fizemos um jantar cá em casa. É uma coisa rara porque dá imenso trabalho e normalmente ao fim de semana queremos é descansar e não passar o dia a limpar, arrumar e cozinhar. Mas queriamos convidar o Paco e a Joana, que já não vámos há imenso tempo e nem as constipações nos impediram de ir para a frente com a coisa.

O meu irmão e a Ana chegaram à hora marcada e o Paco e família passados 40 minutos. Pelo meio tive de dar a sopa ao Tiago para ele não ficar com demasiada fome, e quando chegou a altura de comer ele já estava com tanto sono que deu duas dentadas e depois foi preciso ir deitá-lo.

Gostei muito de ver a barriguinha da Joana que já está com um volume considerável e juntamente com a Ana que também vai ter o bebé nas próximas duas semanas, estivemos a conversar sobre o que seria de esperar – gravidez, o que levar para o hospital, as diferenças de ter só um filho ou mais que um, etc.

Também gostei de ver os filhos do Paco e da Joana que estão já super crescidos. A Catarina parece bastante mais velha do que é e está já com ar de adolescente e o Miguel também está muito alto e com bastantes parecenças com o pai.

Fiquei um bocado preocupada com a Catarina que teve uma reação alérgica bastante assanhada por causa dos gatos (pardon the pun). Não fazia ideia que ela tinha alergia senão teria fechado os gatos antes deles chegarem para não ser tão mau.

No geral, e apesar de não sermos o tipo de pessoas que delira com este tipo de situações sociais, e apesar de todo o trabalho de dá, acaba por ser agradável estar com amigos, conversar, comer a bela lasagna do Pedro (apesar de termos cometido o enorme esquecimento de servir a salada que ficou no frigorífico – é a falta de hábito.) e no final até ficamos com aquela sensação de ‘isto foi giro, temos que repetir um dia destes. 🙂

Deixar uma resposta