19 meses

Passou mais um mês e o Tiago continua a aprender coisas novas constantemente. Já anda há 5 meses e já se farta de correr. Continua a não gostar muito de dar a mão quando anda na rua mas ocasionalmente já o admite sem grande fita. O resto do tempo atira-se para o chão, farta-se de berrar e arrasta-se de costas, empurrando com as pernas, limpando os nossos lindos passeios.

Sim, é verdade, chegou a fase das birras a toda a força. Parte deve-se à idade mas acho que grande parte se deve também à creche e ao que vê os outros miúdos fazer. Começou a bater-me e dar-me pontapés, algo que nunca tinha feito antes e começou a ginchar que nem um porco em vez de se limitar a choramingar como antes. Eu ignoro sempre que posso ou vou para outra sala até acabar. Como reacção a isso o Tiago começou a agarrar-se às minhas pernas quando faz birra para eu não poder ir a lado nenhum. Não há dúvida que aprende depressa.

Em termos de aprendizagem, já sabe onde fica o nariz, a boca, os dentes – aponta para o sítio certo na sua cara quando perguntamos e depois bate muitas palminhas. Já fazia isso com a cabeça e os pés há alguns meses e agora está a especializar-se.

Também já aponta para o pai quando se pergunta ‘onde está o papá?’. Curiosamente, quando se pergunta ‘onde está a mamã?’, aponta para ele mesmo.

Começou a sentar-se no carrinho e a conduzir para a frente e para trás e até a virar o volante. Infelizmente não temos é muito espaço para ele andar e entre as constipações e os dias cinzentos ainda não deu para levar o carrinho para o parque para ele experimentar.

Porque sim, está constipado outra vez. Tem sido todas as semanas desde há quase um mês. Fica melhor e passados uns dias tem o nariz a pingar outra vez. Desta vez não tem febre mas está cheio de tosse e as noites têm sido complicadas. Nem quero imaginar que vamos passar o inverno todo nisto.

Mas desta vez tivemos uma novidade: o Tiago está a aprender a assoar o nariz. Não é sempre porque ele não gosta e como tal não quer colaborar, mas já compreende que deve soprar pelo nariz o que faz com que já não seja necessário usar o aparelho de tortura que é o aspirador nasal.

Outra diferença recente é que deixou de vir para o colo com os livros. Agora vai buscar o livro mas senta-se no chão e vai folheando e apontando para as imagens. Acho que mais uma vez é uma independencia que vem da ida para a escola porque lá não tem a atenção constante que tinha em casa e aprendeu a ver os livros sozinho.

Já começou a por a cara a jeito para receber beijinhos de outras pessoas para além de mim o que quer dizer que começou a perceber que é um cumprimento social comum.

Por outro lado, não só continua a não falar como parou completamente de usar as palavras que já tinha aprendido. É um bocado frustrante.

Deixar uma resposta