O pesadelo continua

O problema dos gases do esquentador continua por resolver, os técnicos que estiveram cá na terça feira ainda não entregaram o relatório ao administrador e entretanto não se faz mais nada.

Mas as coisas não podiam ficar por aí. Hoje de manhã, quando o Pedro foi estacionar o carro na garagem caiu o espelho externo do lado do condutor – que já andava a ameaçar mas escolheu uma péssima altura para cair de vez.

Pouco depois, quando cheguei a casa, vieram bater-me à porta. Era o administrador do prédio a dizer que a vizinha de baixo tem uma infiltração na casa de banho e aparentemente vem da nossa casa. Parece que a vizinha do 6º andar se foi queixar de água na casa de banho dela, a do 7º começou a partir a casa de banho toda e pelos vistos a água ainda vinha de cima, da nossa banheira cujo silicone estava mal posto e deixava infiltrar a água do duche. Custa a acreditar que umas gotinhas ocasionais possam causar um problema tão grande mas parece que sim. Mais uma coisa para resolvermos. E vai ser uma sorte se ficar por aqui e não for preciso arrancar a banheira nova que acabámos de por há uns meses.

Já não aguento muito mais disto, na verdade. Estou cansada, sem conseguir dormir convenientemente há uma semana, ando tipo zombie, sem conseguir raciocinar ao ponto de já nem conseguir contar os trocos para pagar o envio de uma encomenda nos correios. Tenhos os miolos fritos.

A única ponta de esperança até agora veio da fonte mais improvavel possível – ao vir para cima no elevador com o vizinho do lado, um homem que gosta de saber a vida de toda a gente e sendo assim não resistiu a perguntar sobre a infiltração da casa de banho da vizinha de baixo (algo que eu só sabia há 15 minutos mas ele já estava inteiramente informado), acabámos a falar sobre a questão da chaminé e ele diz que resolveu o problema na casa dele ligando o esquentador por baixo e o exaustor por cima em vez de ser ao contrário. Temos que ver se isso funciona cá em casa – é que com o esquentador por baixo os gases já não têm para onde descer. Resta saber se saem pela saida do exaustor à mesma ou não. Estando a chaminé desobstruida para cima, pode ser que deixe de haver problema. Pelo menos não tinhamos que voltar a partir a parede que deu tanto trabalhinho a arranjar.

Mas ainda gostava de compreender como é que é possível acontecer tudo ao mesmo tempo. Estou mesmo farta desta telenovela.

3 Comment

  1. Isso anda mesmo mal para esses lados. Só espero que tão cedo não me aconteça nem 1/10 disso; acho que não ia ter 1/100 da vossa paciência.

    Será que desejar “boa sorte para os próximos dias” chega?

  2. Provavelmente a altura não é a ideal, mas que tal pensar em mudar de casa?

  3. Achas que não pensámos nisso? O Pedro já andou pelos sites das imobiliárias e tudo 🙂
    O problema é que não conseguimos vender esta casa pelo mesmo que pagámos. Há montes de casas iguais à nossa na zona que estão à venda há anos.

Deixe uma resposta