I am Legend

Este post tem muitos spoilers, que não costumo fazer, mas como o filme já é antigo arrisco.

Vi no fim de semana o filme I am Legend. Não sabia muito sobre este filme para além de ter uma ideia que era o Will Smith basicamente sozinho no mundo depois do resto da humanidade ter sido exterminada por uma qualquer catástrofe. Tinha receio que fosse uma coisa muito lamechas (com o Will Smith nunca se sabe se é tiros e explosões ou um grande dramalhão) e na altura em que o filme apareceu tinha mais com que me preocupar. Aquilo que não esperava era que fosse um filme de zombies. E mais – até nem é um mau filme de zombies, apesar do final não estar de acordo com o estilo.

O filme tem algumas pequenas falhas (que aposto que são falhas de edição do filme) mas as cenas de suspense estão muito bem feitas e conseguiram enterrar-me na cadeira a prestar atenção ao filme em vez de estar a dobrar arame ou o que quer que seja que costumo fazer enquanto vejo filmes. O nosso primeiro encontro com os zombies, quando o Will Smith anda por corredores escuros sem nós sabermos o que lhe vai aparecer à frente, é uma óptima cena de suspense para quem gosta de estar ali com o coraçãozinho a bater durante um bocado – apesar de ter passado o tempo a pensar que ele é mesmo muito estúpido. Eu tornei-me muito mais sensível a estas coisas desde que o Tiago nasceu (acho que a maternidade me tornou bastante mais ansiosa e alerta à possibilidade de perigo, mesmo que simulado no ecran) por isso estive a roer as unhas durante um bocado.

Tanto nos animais como nos zombies o filme abusa dos efeitos especiais mas não me incomodou. Há outros pormenores que me incomodaram mais. Em primeiro lugar, o casting do Will Smith como o tipo que por acaso é imune ao vírus e tem de aprender a sobreviver está OK. Nada contra. Mas fazê-lo também militar e também o cientista que procura a cura é que já é demais. Não tenho nada contra o Will Smith. Acho que é um bom actor e tenho visto tanto os seus filmes de acção e comédia como os papeis mais dramáticos e é um actor muito natural. Aquilo que não tem é um ar muito inteligente. Não que pareça estúpido mas não me convence como o cientista brilhante que passa os dias no laboratório. Especialmente porque durante o filme demonstra algumas falhas básicas de raciocínio. Por exemplo, quando captura a mulher infectada para a sua experiência mais recente e vê um dos outros a expor-se ao sol, nunca lhe ocorre que este ficou irritado por ele ter capturado a mulher. A nós parece-nos óbvio que é isso que irritou aquele zombie mas ele passa completamente ao lado dessa hipótese falando antes de falta de comida (apesar deles terem acabado de devorar um veado).

Para além disso, também não pára para pensar que se os zombies são assim tão desprovidos de intelecto como ele acha, como é que aprendem o truque do carro, como é que sabem que o manequim será isco suficiente para o interessar, etc? Sei que o homem estava perturbado por causa do cão e tal, mas mais uma vez parece-me um bocado falta de jeito.

E por fim, a conversa sobre deus no final era completamente desnecessária. Compreendo que as pessoas quando estão desesperadas se viram para deus porque precisam de qualquer coisa que lhes dê uma razão para se continuarem a levantar de manhã mas neste caso não era preciso ir por aí. Um homem que já perdeu tudo porque está obcecado com encontrar a cura também é capaz de fazer o sacrifício final para que o seu trabalho não seja em vão. Bastava o acto heróico simples, não era preciso ouvir vozes.

Finalmente, uma das coisas que pensei durante o filme, numa das partes em que o personagem fala sobre a destruição da humanidade, foi: e ele sabe lá se isto não é apenas a evolução da espécie. Achei piada quando descobri que o livro termina efectivamente dessa forma e tenho pena que o filme não tenha mostrado essa ideia.
Pelos vistos há um final alternativo menos esperançoso e provavelmente mais interessante que tenho de ver se descubro.

2 Comment

  1. Sim, o final do I am Legend no cinema deixou-me desiludida, porque senti que eles tinham perdido a oportunidade de explorar o facto de, apesar de eles serem zombie, ainda tinham sentimentos e não eram completamente irracionais como o Robert pensava. Acho que eles escolheram aquele final por ser mais à americana, o sacrifício do herói. Quando soube que o final alternativo aproveitava precisamente essa deixa, e finalmente a vi, fiquei mais satisfeita com o filme. Quanto à falta de raciocínio acho que a associei ao facto de ele, na sua solidão, ele estar a ficar, basicamente, louco.
    Eu gostei muito do filme, gosto muito do Will Smith e o filme teve momentos que realmente me prenderam, não só pelo suspense mas também pela carga emocional. É de resto, um filme da colecção blu-ray, ainda pequenina mas acho que valeu o investimento 🙂

  2. Sim, tenta ver a versão alternativa (disponível na edição com 2 discos), ela reflecte melhor a temática do livro, e dá-lhe o final do livro ainda que de maneira diferente, é um filme radicalmente diferente apesar dos poucos minutos de cenas efectivamente diferentes (atenção que não é só final que é diferente, há nuances)

    O I Am Legend é ao fim e ao cabo mais do que um livro/filme sobre um zombies,mas sempre achei que era sobre o limite da humanidade, e as diferenças entre estruturas sociais, e o que é ser humano, e quem é que decide que uns são melhores que os outros…

    Eu gostei do filme, e a rita tem razão, há uma grande componente de loucura que advém dele estar sozinho day in and day out e o declínio mental acelera quando perde a sua companheira de sempre.

    O Will Smith foi bem escolhido e a força que ele fez para manter a cadela pastor-alemão que não queriam manter (aparentemente não são chiques) deu-me grande esperança para his portrayal da personagem, o cão não foi escolhido ao calha para o livro, era um must para o filme…

    Pessoalmente achei que ele estava fenomenal, tenho pena que a versão alternativa não tenha sido usada no cinema, teria-me dado uma das maiores alegrias daquele ano, enfim, paciência…

    Cosmic kisses e melhoras para o tiago!!!!

Deixar uma resposta