Jantar de irmãos

No sábado fomos jantar a casa do meu irmão. Foi um jantar de irmãos e sobrinhos – porque estavam lá também a irmã da Ana, o marido e a filha Raquel que tem aproximadamente a idade do Tiago.

Foi giro porque nós andámos doentes durante tanto tempo que não os via desde o aniversário do meu irmão. O Gabriel está muito giro, super simpático e sorridente.

A Raquel também está muito crescida desde as última fotos que vi e tem uns olhos lindissimos. Esteve a ver-me arranjar um colar da Ana e ia dizendo ‘meu!’ mas de uma forma nada agressiva – estava mais a ver se eu concordava com ela e a deixava brincar. Acabei por deixá-la por o colar e andou toda vaidosa pela sala 🙂

Isto de ter uma menina tem de facto algumas diferenças. Acho que se me conseguissem garantir que tinha uma rapariga a seguir começava já a tentar amanhã 🙂

O Tiago não jantou grande coisa mas já tinha comido sopa em casa por isso deixei-o petiscar o que queria. Tem vindo a desenvolver as suas preferencias alimentares e parece gostar muito de coisas que eu nunca seria capaz de prever, como azeitonas e cogumelos. Por outro lado não achou piada nenhuma a pizza das várias vezes que já tentámos (porque em teoria é daquelas coisas que os miúdos costumam gostar e ele adora pão). Só come a codea. O resto nem toca. Mas gosta de almondegas e passou a gostar mais de arroz do que massa. Também começou a comer fruta à dentada, deixando definitivamente a fruta passada.

É claro que os doces continuam a ser os preferidos e veio logo para o colo quando a Ana me deu uma fatia de tarte de amendoa.

O mais interessante foi o ataque de ciúmes do Tiago quando me viu pegar no Gabriel. Veio choramingar e pedir colo apesar de estar ao colo do pai. Isto de partilhar a mãezinha com outro bebé não pode ser nada.

Com a Raquel teve uns momentos um bocado desagradáveis em que estavam a competir por um brinquedo ou porque ele queria fechar a porta e ela queria passar. Tive de ralhar com ele algumas vezes, sem grandes resultados práticos até acabar por ter que o levar embora para outro sítio porque ele não parava de abrir e fechar a porta, às vezes com os dedinhos muito perto de serem entalados. Esta idade é de facto muito cansativa, apesar de todas as coisas boas que tem.

Voltámos para casa por volta das 11, altura em que os miúdos estavam já todos a ficar com muito sono.

1 Comment

  1. …eheh, ter uma menina é mesmo diferente e igualmente giro! Só à terceira me saiu uma “na rifa”…ainda tens tempo!
    Bjs

    Kella

Deixe uma resposta