Sem banheira outra vez

Bathtub 2O nosso administrador de condominio veio ter comigo a dizer que a minha vizinha de baixo se continuava a queixar das manchas que tem na parede da casa de banho. Achei que já chegava e liguei para a seguradora.

Hoje de manhã apareceu o técnico enviado pela seguradora para pesquisar o problema. Depois da visita obrigatória à vizinha, concluiram que tinha de haver de facto uma ruptura e começaram a partir. Destruiram o muro que sustenta a banheira, tiraram a dita e depois começaram a partir o chão e parede até destapar os canos do esgoto.

O homem não encontrava nada ao principio mas depois lá descobriu o problema. Era na parte de baixo do cano, mesmo na ligação com a prumada do prédio. A solução proposta foi uma espécie de cola, tipo silicone. Eu fiquei muito desconfiada e perguntei se ele achava que isso chegava e o homem disse que sim. Lá o deixei avançar com aquilo a pensar que depois logo se via.

À noite, quando finalmente tive um momento, fui lá meter a mãozinha por baixo do cano e concluío que não ficou nada arranjado. O problema não é na junta entre os dois canos. O cano está mesmo partido e continua a deitar água. Ainda por cima, o homem não chegou sequer a por a tal cola na zona que está partida, portanto parece que nem percebeu efectivamente de onde estava a sair a água.

Amanhã tenho de ligar novamente para a seguradora a dizer que o problema não ficou resolvido. Acho que não aceito solução nenhuma que não passe pela substituição do cano porque essa coisa dos remendos parece-me toda uma grande tanga e não quero estar a partir tudo outra vez daqui a dois meses.

No fundo é um alívio saber que pelo menos se encontrou o problema e posso parar de ter que aturar a vizinha. É que se não encontrassem problema nenhum depois de partir a casa de banho ficava mesmo muito irritada.

Por outro lado, não estou nada feliz com o facto de ficar sem casa de banho durante sei lá quanto tempo. Agora só devem voltar para a semana para tentar resolver o problema outra vez, depois ainda têm de enviar o orçamento para a seguradora que tem de o aprovar antes de virem por a banheira no sítio. Não acredito que seja menos de duas semanas.

3 Comment

  1. já agora, porque tenho um problema algo semelhante, contactaste o teu seguro ou o do condomínio? é que no meu caso, apesar de estar uma mancha no vizinho de baixo (um café), está junto ao chão, por isso acho difícil que venha da minha casa, e a ser um seguro acho que devia ser do condomínio :S

  2. Pois. Essas situações são complicadas. No meu caso, se a mancha não fosse mesmo junto ao tecto nunca teria avançado para obras sem a vizinha de baixo partir primeiro a parede dela para ter a certeza que a ruptura não era ali.

    Se o café pertence ao prédio deveria ser o condominio a mandar pesquisar primeiro na parede do café e só se não encontrarem nada é que o andar de cima terá razão para partir. Ou então é de chamar o perito da seguradora para decidir se assumem a pesquisa ou não. Isso tem a desvantagem de ter de se pagar a franquia e se depois não for preciso fazer mais nada é um desperdício de dinheiro.

    Sendo uma obra do condomínio, também terás de pagar a parte pertencente à tua fracção mas há seguros de casa que também cobrem as partes comuns e poderá cobrir essa despesa.

    Mas, como já disse antes, não sou grande especialista nestas coisas. O melhor é ligar para a seguradora e pedir informações sobre todas as hipoteses antes de fazer seja o que for.

  3. antes de inventar, aconselho http://www.banheirasemobras.com, tambem tinha um problema desse tipo (o vizinho queixava-se de humidade) e eles resolveram.

Deixe uma resposta