Indisposição infantil

Ontem fui comprar comida chinesa para o almoço porque estávamos a precisar de fazer compras. O Tiago já tinha comido uma vez e gostou bastante. Desta vez também comeu bem mas parece que o estômago dele não gostou daquilo porque vomitou a comida toda por digerir depois da sesta.

Estava com esperança que fosse só isso mas aconteceu mais duas vezes e depois outra vez quando ele bebeu água. A partir daí ficámos convencidos que estava mesmo doente e pronto, lá se vai a semana de férias.

Passámos o resto do dia a dar-lhe água em pequenas quantidades e mais nada. Ao fim de umas horas sem vomitar arrisquei uma bolacha de água e sal que veio fora assim que acabou de a comer.

Por essa altura estavam cá o meu irmão, a Ana e o Gabriel e fiquei com medo que aquilo fosse qualquer coisa que pudesse ser contagiosa para o bebé.

Não arriscámos dar mais nada ao Tiago a não ser pequenas quantidades de líquidos e não voltou a vomitar.

O mais estranho é que apesar dos vómitos o Tiago passou o dia completamente bem disposto. À noite fomos jantar a casa dos meus sogros e ele fartou-se de brincar e rebolar-se no chão como se estivesse tudo normal.

Hoje não foi à escola porque queria ver se ele continuava na mesma. Felizmente parece que já passou e ele voltou a comer sólidos, aos poucos. Começámos com iogurte, depois uma bolacha e ao lanche já estava a comer sandes sem problemas.

De manhã o pedreiro veio acabar a banheira, pouco depois vieram entregar-nos as compras do supermercado, e como estava bom dia e o Tiago parecia estar recuperado, aproveitámos o bom tempo e fomos fazer um picknick ao parque.

O Tiago esteve entretido enquanto comia mas depois conseguiu encontrar uma brincadeira perigosa, como sempre, para ser preciso andar atrás dele o tempo todo. Agora acha piada a subir para a zona mais alta que encontrar, sejam pedras ou desníveis do terreno. É o gene masculino em acção, sempre à procura do próximo desafio. Isso quer dizer que num relvado gigantesco ele vai sempre descobrir aquele cantinho onde pode tropeçar numa raíz, escorregar num monte de terra mais alto que ele, cair e bater com a cabeça numa árvore. Típico.

Deixe uma resposta