Praia

Como não se sabe se o bom tempo vai durar, aproveitámos a manhã para ir à praia.

Eu planeava ficar debaixo do chapéu de sol porque tenho laser na segunda e não queria brozear as pernas, mas o Tiago foi imediatamente par a água e passámos grande parte do tempo a segurar-lhe nas mãos para o levantar quando vinha uma onda mais alta, brincadeira que ele gostou tanto que não queria sair dali.

Lá conseguimos parar para comer e depois o Pedro teve de andar atrás do Tiago de uma ponta à outra da praia durante mais uma hora. O Tiago estava de camisola, chapéu, óculos escuros e protector 50 por isso não lhe aconteceu nada mas o Pedro, que é um pouco mais relaxado na aplicação do protector, apanhou um bruto escaldão.

Como é costume nos dias de praia, o Tiago recusou-se a dormir a sesta. É como se funcionasse a energia solar e ficasse com as baterias demasiado carregadas.

Deixe uma resposta