11 anos

No sábado eu e o Pedro fizemos 11 anos de casados. Custa a acreditar que já tenha passado tanto tempo.

Os meus sogros, que são uns gajos porreiros, ofereceram-se para ficar com o Tiago durante o dia para podermos descansar e ir almoçar fora.Infelizmente a minha sogra passou o dia adoentada e acabou por ser um sacrificio para ela ter que andar a correr atrás do Tiago o dia todo 🙁

Depois de uma manhã a aproveitar o sossego que fica esta casa sem Tiago, fomos almoçar ao La Traviata, que era o nosso restaurante preferido quando começámos a namorar e onde já não iamos há algum tempo. Já não sinto uma tentação tão grande pela lasagna e canelloni porque o meu estômago não aguenta empanturrar-se com o exagero que aquilo é mas agora adoro a pizza de gambas deles.

Quando fomos buscar o Tiago, ao final da tarde, ele ainda estava com as pilhas todas, a brincar às escondidas por baixo das almofadas da cama. Comprei uns bolinhos e fomos lanchar. O Tiago despachou uma bola de berlim quase inteira. Eu tinha-lhe comprado um palmier, mas assim que viu a bola, e em particular o creme, tirou-ma das mãos e sentou-se a mastigar. Só sobrou um bocadinho porque já não tinha mais creme. E o espantoso é que ainda jantou, pouco tempo depois.

1 Comment

Deixe uma resposta