O regresso da chuva

Confesso que estou farta do calor, mas a chuva logo de manhã é um bocado inconveniente, especialmente agora que o Tiago se recusa a ter a capa de chuva no carrinho.

Se ao menos desse para controlar o horário da nossa zona: chuva das 10 à uma, das 14 às 16 e livremente a partir das 9 da noite até às 7 da manhã seguinte. Resolvia também o problema das pessoas que ficam presas no transito à hora de ponta porque toda a gente decidiu ir trabalhar de carro porque estava a chover.

Mas admito que o ar purificado depois de uma chuvinha vale a pena.

4 Comment

  1. o chato é que está a chover , mas continua calor e com um grau elevadíssimo de humidade .

  2. Sempre foi um atrofio carregar com o puto pra escola em dias de chuva,com chapéu era uma aventura masoquista,até que me rendi ao óbvio:casaco com capucho pra mim,impermeável pra ele com capuz e um boné com pala por baixo do capuz e umas galochas até ao joelho.resolvido.chegava à escola sequinho depois de lhe tirar a cobertura lol.Concordo com a ideia do “horário da chuva” e ainda acrescento que só devia chover em sítios pré-destinados como barragens,etc….poupava tanta chatice..:)

  3. Estava a ler o relato do parto do Tiago e o meu foi igual! A parte do internamento hospitalar também! Na 3ª noite, consegui adormecer as 22h… e acordam-me as 22h10 para perguntar se queria café ou chá! Ia morrendo! Estive lá as 4 noites praticamente sem dormir. No dia em que ia ter alta as 19h, eram 6 da manha já eu estava vestida e com as malas feitas. Aquele internamento consegue transformar os supostos melhores dias da nossa vida, que deviam ser vividos com o pai, em sossego… num inferno!

  4. Pois, o internamento é mesmo a parte pior. Fico triste por saber que essas coisas não mudam. Aproveita os primeiros tempos do bebé para descansar o que puderes, enquanto ainda dorme muito que isso depois começa a complicar-se 🙂

Deixe uma resposta