Melhor

Depois de passar os 40 graus de febre às 3 da manhã, o Tiago acordou às 6.30 com vontade de ir para a sala comer ‘flocos’ (o seu nome para chocapic). Ficou a ver o spongebob com o prato à frente e nós, exaustos, depois de duas noites quase em branco, voltámos para a cama. Às oito fui dar com ele precisamente na mesma, ainda de prato cheio. O Tiago gosta de ver tv enquanto come mas depois esquece-se de comer e por isso ou recuso a TV ou tenho que estar ao lado dele o tempo todo a lembrá-lo constantemente para comer mais um bocadinho.

Um pouco mais tarde deu para perceber que se sentia de facto muito melhor porque já andava a correr pela casa. Continua rouco mas até agora não voltou a ter febre e já passaram 7 horas desde o último benuron.

O anti-inflamatório receitado pela pediatra é que tem um sabor horrível e nem misturado com seja o que for coonsigo que o Tiago o engula. Acabei por o misturar com gelado derretido, meter a mistura numa seringa e enfia-lo na boca dele um bocado sob protesto. A vantagem de estar misturado com gelado é que assim, pelo menos, não cuspiu aquilo fora.

Agora, se eu conseguisse dormir mais um bocadinho é que era mesmo bom.

Deixe uma resposta