Shopping spree

No sábado à tarde deixámos o Tiago com os meus sogros e fomos às compras. As crianças crescem a uma velocidade incrível e a cada seis meses é preciso comprar um guarda-roupa novo ao Tiago porque deixa tudo de lhe servir.

Começámos pela Zara, que tem roupa muito gira para miúdos a um preço bastante mais simpático do que as outras lojas. Comprámos uns conjuntos muito rock’r’roll, com jeans gastos, camisas de flanela e terminando num fabuloso casaco de cabedal que ele provavelmente nunca vai estir, mas enfim. Já não me divertia a comprar roupa para o Tiago desde que ele nasceu, porque os meus sogros adiantam-se sempre, e foi giro poder escolher umas peças mais modernaças para o miúdo.

Depois fomos comprar calças para nós. Eu entrei em guerra com a moda das calças de cintura descaída que deixei de poder usar pós-parto mas é incrívelmente dificil encontrar modelos com uma cintura mais baixa, até nas lojas que sei que fazem esses modelos. A salsa, por exemplo, só vende calças de cintura mais subida no Corte Inglês. Aqui no fórum, nem vê-las, a não ser um novo modelo elástico que é suposto encolher a barriga (yeah, right). Acabo sempre na Levi’s, que finalmente passou a ter um stock mais completo do estilo do que tinhamos visto em NY há uns 6 ou 7 anos e que já permite escolher melhor o modelo que nos fica melhor. A única falha é não terem as alturas todas e ainda ser preciso fazer baínhas.

O Pedro comprou uns skinny jeans que acho que lhe ficam lindamente porque ele tem umas pernas fininhas e as calças normais direitas são largas demais para ele. Ainda não vi fora do provador porque tive que lavar tudo primeiro mas acho que ficam muito sexy 🙂

Quando chegámos ainda fui lavar roupa e à noite só queria ler o meu livrinho – sempre comprei os livros do Twilight no fim de semana passado e já vou no Breaking Dawn. Não posso dizer que sejam fabulosos mas são certamente viciantes. Mesmo nas partes em que estou a pensar ‘está bem, já chega, vamos mas é andar com isto’, estou com vontade de saber o que acontece a seguir. Acabei por ficar a ler até perto das duas da manhã. Estava cansada mas não tinha sono e tive de me obrigar a apagar a luz e dormir.

Ontem passei a manhã a limpar e arrumar e durante a tarde fiz o mínimo possível, tentando descansar um bocado. O Tiago adormeceu no sofá às 6 da tarde, como é costume, e nós aproveitámos para ver o filme do Wolverine. Não achei grande coisa – demasiados clichés e umas cenas de tiros e perseguições que me deram sono. O actor safa-se bem e tem o aspecto certo mas a história não ajuda. Não conheço grande coisa dos comics mas por acaso até tinha lido o Weapon X e, apesar de não ter gostado do fim, com aquela coisa do ‘foi tudo um sonho’, acho que o livro consegue ter mais suspense do que o filme inteiro.

Deixe uma resposta