Ainda à espera

Não posso dizer que não tenhamos sido avisados mas esta coisa da casa está a demorar. Havia uma penhora que já foi paga mas falta ser passado um papel pelo tribunal para permitir fazer novos registos da casa sem a penhora. Estamos à espera há quase 3 semanas e nada.

Pelo meio apercebi-me a tempo que iamos fazer uma grandessíssima asneira – iamos pedir o empréstimo ao banco como se a casa fosse segunda habitação. Esta decisão deveu-se a uma pequena confusão gerada pela ideia que teríamos mais benefícios fiscais assim porque, como a mensalidade do nosso empréstimo actual é mais alta, teriamos mais a descontar no IRS no final do ano. Eu perguntei se não pagávamos mais de IMT por ser segunda habitação e a nossa gestora de conta não sabia bem mas ‘achava que não’ e lá deixámos as coisas assim.

Como é obvio descobri depois que sim, paga-se mais de IMT, deixamos de ter desconto na escritura por ter poupança habitação entre uma série de outros encargos e desvantagens. Enfim. Pedi para mudar para primeira habitação, algo que me tinham dito que podiamos fazer a qualquer altura. A resposta foi que isso implicava reavaliar o pedido de crédito, ou seja, mais uma semana. Fiquei um bocado irritada com a burocracia mas como estamos à espera que os vendedores resolvam a sua situação, resolvi dizer que sim e que se lixe.

Tivemos hoje a confirmação da alteração, pelo menos segundo a conculta do processo no besnet – devia ter recebido um telefonema ou SMS sobre isso mas até agora nada.

Quanto à escritura, o mais cedo que se prevê é no final de fevereiro e mesmo assim tenho as minhas dúvidas.

2 Comment

  1. Olá

    hmmm, connosco também surgiu essa questão mas banco mudou tudo rapidamente para primeira habitação.

    Os papeis das finanças e banco têm que coincidir em primeira habitação senão escritura não avança.

    Boa sorte.

  2. Olá, e sendo primeira habitação ainda podem pedir isenção de IMI, desde que não tenham já tido duas isenções. Se a casa onde vivem teve isenção, podem agora pedir para esta também.
    E a habitação própria e permanente tem sempre mais benefícios! Ainda bem que deram conta a tempo.
    Tenho uma empresa de construção, e o meu trabalho é, precisamente, tratar de toda a burocracia que antecede a Escritura (e toda a burocracia em geral!). Caso tenha alguma dúvida, disponha.
    Bjinhos

Deixe uma resposta