Maldito carnaval

Para começar tenho que dizer mais uma vez que detesto o carnaval. Durante a infancia, quando podia achar alguma piada ao assunto acabava todos os anos vestida com um fato de espanhola que já tinha sido da minha mãe quando o que queria mesmo era ser princesa, como é obvio.

Durante toda a adolescencia, quando já não via razões para achar piada ao assunto, a coisa piorou ainda mais e o carnaval passou a ser o tormento de conseguir ir de casa para a escola e fazer o caminho inverso sem levar com um ovo ou pior.

Assim que saí da escola e passei a ter um ar de quem já não tem idade para ser alvo a não ser ao passar distraidamente por baixo de alguma janela, nunca mais pensei no assunto até ter um filho que agora vai para a creche e volta para casa com notinhas a dizer ‘na sexta feira tenho que ir mascarado’. É o meu pior pesadelo a voltar e agora sou mesmo obrigada a colaborar, quer queira quer não queira.

Fui então hoje comprar o primeiro fato de carnaval do Tiago. Depois de entrar e sair de diversas lojas várias vezes sem me conseguir render e chocada com o valor absurdo de alguns fatos, especialmente considerando o material reles de que são feitos, lá acabei por comprar um do spiderman e umas orelhas do rato mickey para ter opções.

Depois passei hora e meia a fazer bainhas e a acertar o elástico da cintura (porque só encontrei um fato para cinco anos) enquanto pensava ‘nem acredito que estou a perder o meu tempo com isto’. Agora está a lavar na máquina – vamos ver se aguenta uma lavagem ou se sai da máquina sem desenhos.

O problema com tudo isto é que o Tiago detesta a ideia de se ‘mascarar’ tanto quanto eu e vai provavelmente recusar-se a por o fato. Escolhi aquele porque ele gosta do boneco e pode ser que até aceite, mas sinceramente estou a planear vesti-lo normalmente, levar o fato para a escola e deixar a educadora ter o trabalho de o convencer se estiver para isso. Good bloody luck.

4 Comment

  1. 🙂 Manda-lhe umas serpentinas e papelinhos, para a escola nesse dia que normalmente disso gostam…
    Quanto a mascarar, penso que não há escola alguma que vá obrigar a criança “só porque sim…porque é carnaval”.

    Boa sorte!

  2. idem,tbm odiava o Carnaval e sempre recusei mascarar-me,não suportava sequer a ideia!!!agora com o puto o que me safa é que ele até gosta.consegui arranjar um fato de robin dos bosques a 5 euros no Jumbo no tamanho certo e senti-me a mulher mais sortuda à face da terra!realmente a oferta é pobrezinha e os preços são escandaloso para uma porcaria que só se vai usar 2 dias,enfim..

  3. Ditto. Sempre detestei também o Carnaval. Nesta altura do ano apetece-me sempre emigrar para fugir à estupidez colectiva.

  4. Os primeiros dois parágrafos podiam muito bem ter sido escritos por mim. Só troco a espanhola pelo palhaço e eu nem de princesa queria ir…

Deixe uma resposta