Regresso do Pedro

O Pedro regressou de Austin na quinta feira dia 18, ao fim de mais um longo dia de viagem. Parece que se divertiu, apesar de ser uma viagem cansativa. Chegou de manhã cedo, apesar de para ele ser o meio da noite, e ainda voltou para a casa a tempo de apanhar o Tiago antes deste ir para a escola.

No geral a semana sem o pai correu bem e só na quarta feira é que notei o Tiago a tornar-se mais difícil. A reação mais estranha foi tamvez o facto de ter começado a fazer xixi nas calças na escola porque se recusava a ir à sanita até ser tarde demais. Felizmente, depois de um fim de semana em casa com o pai, parece ter passado.

Depois de levarmos o Tiago à escola fomos tomar o pequeno almoço e depois passámos na mobiliária para saber se havia novidades. A resposta era obvia e a situação já me começa a irritar um bocado. Tinhamos tudo planeado para ter as obras feitas antes do bebé nascer e por causa de uma dívida que o dono da casa só se lembrou de pagar depois de dizermos que queriamos comprar a casa já estamos com dois meses de atraso e os planos todos por água abaixo. Começa a apetecer desistir.

O Pedro estava estoirado mas não queria ir dormir para não tornar a adaptação ainda pior, por isso fomos fazer umas compras de presentes de aniversário – para o meu irmão, que eu não tive tempo de comprar a horas e para o meu sogro que fazia anos nesse dia.

De tarde fomos à ecografia do segundo trimestre e parece estar tudo bem – os dedinhos todos, os orgãos todos onde deviam estar, o coraçãozinho a bater alegremente, nada de estranho.

Ainda tive de sair um bocado para comer qualquer coisa e andar para ver se a rapariga se virava porque não deixava ver o perfil. Levei montes de abanões e nada. Depois de um passeio e um gelado, lá voltámos e desta vez já deu para ver o que faltava e terminar a eco.

Depois fui buscar o Tiago e o Pedro lá acabou por adormecer durante um bocado.

Deixar uma resposta