Joana musical?

Sendo uma menina, esperava que a Joana fosse muito mais vocal do que o Tiago foi e até agora está a concretizar-se. Farta-se de palrar, já está a querer dar gargalhadas e nos últimos dois dias reparei que faz muitos sonzinhos quando está a ouvir música que me faz pensar que está a tentar cantar.

Eu gostava muito de ser o tipo de mãe que não impinge nada aos seus filhos, deixando-os descobrir aquilo que gostam e para o que parecem ter uma apetencia natural e encorajá-los depois a explorar essas tendências. No entanto tenho de confessar que gostava bastante que pelo menos um deles fosse minimamente músical e demonstrasse algum interesse em aprender um instrumento. Não vou forçar mas se reparar que há ali potencial irei certamente puxar por isso.

O Tiago gosta de música, certamente, mas é demasiado activo e tem um attention span demasiado curto para o imaginar a investir o suficiente para praticar um instrumento. Ao princípio achava piada ao piano mas agora é raro demonstrar interesse. Como também gosta de contrariar, se tento mostrar-lhe algo ele diz imediatamente que não quer e quanto mais eu insisto mais ele se nega a tentar. Pior que isso, detesta quando eu canto para ele, já desde bebé – desatava a chorar cada vez que eu tentava – não suporta ver-nos jogar Singstar e não deixa ninguém tocar instrumentos. Está sempre a inteerromper e a dizer-nos para parar. Pode ser que quando crescer mais um pouco que isso mude ou que ver o pai tocar acabe por lhe dar vontade de experimentar a guitarra, mas até lá já perdi um bocado a esperança.

Pelo contrário, quando canto para a Joana ela sorri e responde muito bem a ouvir música. Sei que é ridículo falar de interesse musical com 3 meses e meio porque todos os bebés gostam de música mas pelo menos não chora quando canto, o que para mim é uma mudança muito simpática 🙂

Deixe uma resposta