dão-se gatos

Sempre gostei muito dos meus gatos mas ultimamente as peludas criaturas andam a fazer-me a vida negra.

Desde que nos mudámos que a primeira coisa que tenho de fazer de manhã é andar à procura do sítio onde os gatos vomitaram essa noite para limpar. Nos últimos dias a coisa piorou e agora é ver onde é que andaram a mijar durante a noite – em cima da secretária do computador, na mochila onde o Pedro guardava os cabos, em qualquer superfície plástica que encontrem, etc.

Limpo constantemente os caixotes e não parece ter qualquer influencia. Já não sei o que fazer aos gatos. A única coisa que me apetece é dar uns quantos, porque isto pode ser um problema territorial e o facto de serem muitos deve ser parte do problema.

A outra opção é arranjar forma de ficarem no terraço. Não quisemos fazer isso até agora porque coitadinhos dos gatinhos que ficavam lá fora ao frio, mas com uma criança que vai começar em breve a gatinhar, não tenho muita confiança no estado de limpeza do chão com estas criaturas mijadoras à solta pela casa.

Alguém sugere uma estrutura de exterior que dê para alojar gatos? Tinha pensado numa espécie de abrigo de jardim baixinho ou umas casotas de cão grandes – uma para a areia e outra para dormirem. Custa-me um bocado mas estou a ficar com poucas opções.

9 Comment

  1. Olá
    Isso é muito chato…xixi de gato é terrível tem um odor grrrr
    Mas se os mandares castrar eles deixam de andar a fazer xixi pelos cantos, que é para marcar território, e passam a ser animais muito “limpinhos” e a fazer as necessidades apenas no caixote de areia deles.
    Eu também tive pena mas para ter o meu gato em casa, que nós adoramos, e ainda por cima com um bebé, teve de ser castrado. Apartir daí tudo corre bem.
    Um feliz 2011 para todos.
    Bjs

  2. Os nossos gatos são todos castrados. Com dois machos e quatro fémeas não podia ser de outra forma. Não faz diferença absolutamente nenhuma, aparentemente. Acho que o problema resulta mais da mudança de casa e nascimento de um novo bebé.

  3. mas a mudança de hábitos em relação à urina à partida só muda enquanto o animal é muito novinho… assim a partir dos 8-10 meses a castração já não deve alterar esse aspecto 🙁

  4. Boa noite! É a primeira vez que comento aqui mas gosto deste blog e, já agora, o do marido também! Concordo consigo quando diz que esse novo comportamento se deve à mudança de casa e ao nascimento da bebé, são muitas mudanças ao mesmo tempo. Acredito que há formas de contornar a situação. Eu tenho 4 gatos e frequento um fórum (www.felinus.org) onde pessoas com muita experiência a lidar com estes nossos peludinhos podem dar uma mão cheia de bons conselhos e possivelmente ajudá-la a solucionar o problema sem ter de os sujeitar a ficarem de fora da vida da família porque estarem dentro de casa convosco ou lá fora numa casinha, mesmo com todos os confortos, não é a mesma coisa. Por isso, se aceitar a minha sugestão, aconselho-a a registar-se no fórum e a expôr o problema, o pior que pode acontecer é ficar na mesma,

  5. Catarina, só como informação adicional: os gatos foram todos castrados pequeninos, só um é que foi recolhido atropelado e já era mais crescido, mas ainda assim, creio, com menos de um ano.

    Nunca hesitámos em tratar dos nossos gatos, nunca sequer pensámos duas vezes perante uma conta de veterinário, como muita gente faz. Sempre fizemos tudo por eles e nunca nos passou pela cabeça chegarmos a esta situação, mas a verdade é que se está a tornar incomportável, com duas crianças para tratar, ter gatos que diariamente fazem xixi pela casa toda.

  6. Dee o problema passa pela mudança de hábitos que os gatos sofreram. Uma nova casa, com cheiros que não conhecem, um layout novo.
    Se reparar o sitio onde eles urinam será sítios que tem os cheiros que os gatos conhecem. A mochila do Pedro, o PC etc.
    Na minha opinião espere dois ou 3 meses ate eles se habituarem, experimente deixa-los na cozinha fechados durante a noite ou na divisão onde estão os caixotes deles de preferência com algo que tenha o vosso cheiro.

  7. Olá Dee,
    este comportamento dos gatos tem, quase de certeza, a ver com o stress da mudança e do nascimento da Joana. Apesar de castrados, o instinto da marcação de território mantem-se. Provavelmente com o tempo essa situação resolve-se sozinha. Entetanto, o site sugerido pela Rita é óptimo e sugiro também o Blog dos Bichos – a “gestora” deste tem bastante experiência com gatos e pode aconselhar a melhor maneira de lidarem com a situação. Tem também contactos no caso de querem dar os gatos – Associação Patas Felizes.
    Espero ter ajudado e não me estar a intrometer demasiado.
    Beijinhos para todos.

  8. Boa noite, existem vários tipos de estruturas próprias para gatos. Envio-lhe este link com uma imagem de uma empresa que trabalha nessa área. Se precisar de ajuda posso-lhe dar umas dicas. centroveterinariosaolourenco@gmail.com, tenho facebook do centro, se tiver facilita a comunicação.

  9. Jorge, isso poderia ser de facto assim, se o comportamento não viesse já de há vários meses, da outra casa. Infelizmente, eu creio que isto é uma reacção dos gatos ao nascimento dos nossos filhos e já dura há muito tempo, sem sinais de mudar.

Deixar uma resposta