Cartões, carimbos e molduras

A este chamo o meu cartão Hello Kitty por causa das cores e bolinhas. É um bocado piroso mas divertiu-me

Comprei recentemente uma Sizzix Big Shot com o objectivo de usar com o Fimo mas entretanto não resisti a fazer uns cartões e tenho-me divertido imenso com aquilo.

Já não faço websites há algum tempo e acho que a parte do meu cérebro que lida com layouts, padrões e cores estava a precisar de exercício e fazer cartões deu-me um gozo tremendo.

Como é costume para mim, comecei a investigar a questão mais a fundo e aprendi uma série de técnicas interessantes.

Também criei um board de cartões no Pinterest para juntar aqueles que gosto feitos por outras pessoas e que me possam servir de inspiração.

Carimbo feito com esponja cortada na Sizzix

Comprei mais umas cartolinas com padrões para juntar às que já tinha em casa mas não consegui encontrar em loja nenhuma carimbos decorativos que não fossem só bonecada para crianças.

Resolvi experimentar fazer eu uns quantos (aproveitando para fazer mais um tutorial em video) mas mesmo assim a selecção é limitada.

Para além das borboletas, flores e corações, não tinha muitos elementos que pudesse utilizar como imagem central do cartão. Podia fazer eu ilustrações mas sinceramente não tenho muito jeito nem confiança nessa área. Fui então à procura de ilustrações, clip-art, etc.

Como gosto imenso de ilustrações antigas, fiquei feliz ao encontrar o blog Digital Tuesday que publica ilustrações antigas que já não têm copyright e suas variantes digitais, com contorno limpo. Tem imensas flores, senhoras vitorianas e dos anos 20 que dão excelentes ilustrações centrais para os cartões. Para além disso vai dar imenso gozo pintar algumas das imagens.

Samples de papel, penduradas na caixa para estarem sempre à mão.

Outra pequena coisa que fiz e que acho que dá imenso jeito for um sampler dos papéis. Cortei um bocadinho de cada papel (das sobras ou das pontas que têm o código de barras para não estragar papel desnecessariamente), fiz um furo e enfiei num alfinete de dama. Assim tenho sempre à mão a referencia de todos os papéis sem sem preciso andar com as cartolinas todas atrás a desarrumar a mesa.

Como entretanto ficámos de férias, virei a atenção para a decoração da casa. Comecei por criar fundos para as fotos que queria emoldurar com os mesmos papeis e fitas que usei nos cartões, tipo scrapbook simplificado.

Fundo em rosa e verde a condizer com a moldura

Depois passei para a decoração das paredes. Já nos mudámos há quase dois anos e ainda não tínhamos quase decoração nenhuma nas paredes.

Estava tudo planeado desde a mudança e até tinha os materiais praticamente todos mas a paciência é que ainda não tinha chegado.

Com alguma inspiração do Pinterest,  comecei a fazer “arte” caseira. Cortei uma série de circulos na Sizzix e  fiz um quadro a condizer com o padrão e cores das almofadas.

Para o corredor, que é comprido e estreito e não dá para por móveis, emoldurei uns posters de filmes para quebrar um bocado o branco contínuo das paredes.

Na sala estou a planear fazer uma parede com fotos da família. Ainda não acabei essa actividade porque ainda hoje estive a pintar montes de molduras. Eram todas de cores e formatos diferentes e por isso pintei tudo de preto para homogeneizar.

 

Deixe uma resposta