Cartões masculinos

A propósito do dia do pai, andei a pensar no tema dos cartões masculinos.

Se fizerem uma pesquisa rápida vão ver que na generalidade os cartões do dia do pai são muito repetitivos e pouco originais. Ou consistem num boneco fofinho com uma mensagem ou caem invariavelmente no cliché da gravata ou do bigode. Mas o que fazer quando os pais não usam gravata nem têm bigode? Porque não fazer cartões para pais mais descontraídos ou radicais, baseados nos seus interesses e personalidade?

Os cartões, por norma, são femininos, fofinhos ou humorísticos. Usa-se muito bonecos, flores e laços como elementos decorativos, algo que destoa claramente da noção geral do que é o masculino. No entanto, também não queria cometer o erro de ficar limitada a azul escuro, castanho e vermelho, cores que imediatamente relacionamos com o tema. O desafio foi fazer cartões masculinos mas coloridos.

Se fizerem uma pesquisa rápida vão ver que na generalidade os cartões do dia do pai são muito repetitivos e pouco originais. Ou consistem num boneco fofinho com uma mensagem ou caem invariavelmente no cliché da gravata ou do bigode. Mas o que fazer quando os pais não usam gravata nem têm bigode? Porque não fazer cartões para pais mais descontraídos ou radicais, baseados nos seus interesses e personalidade?

É uma questão que já me ocorreu em diversas ocasiões anteriores, sempre que tive de fazer cartões para homens. Nos cartões acima nota-se ainda uma certa relutância em experimentar com uma palete mais arrojada, compensando a falta de cor pelo uso de textura ou da imagem.

A utilização de imagens vintage é uma boa opção para criar cartões masculinos mas coloridos e ajuda também em termos de uma temática mais diversificada. Os cartões abaixo são um exemplo disso.

Temos assim a hipotese de fazer um cartão para um pai motoqueiro, escritor, fotógrafo, etc, dependendo da imagem utilizada.

As imagens foram impressas a preto e depois pintadas com marcadores copic e tinta de carimbo (aplicada com feltro para dar um aspecto mais esbatido). Podemos assim introduzir uma palete de cor mais diversificada, com cores vivas. O fundo é geralmente de um tom neutro, para dar mais destaque à imagem, mas com textura ou um padrão interessante. Continuei a utilizar-se elementos decorativos extra, como os brilhantes ou a fita, mas colocados de forma subtil.

O cartão do automóvel está disponível na loja, onde se podem ver imagens da ilustração interior.

Deixe uma resposta