A carteira perdida

No fim de semana o Pedro encontrou uma carteira no chão do parque de estacionamento do centro comercial. Não sei se o dono da carteira a perdeu ao sair do carro ou se tinha sido roubada e depois abandonada. Só sei que pertencia a alguém que estava, provavelmente, a ter um mau dia graças a isso.

Como não encontrámos nenhum contacto para uma devolução mais rápida, o Pedro foi entregar a carteira na esquadra da PSP, onde lhe disseram que a pessoa que trata desses assuntos estava a almoçar e, por isso, para voltar mais tarde.
O Pedro achou normal mas para mim esta atitude é muito estranha. Estão a confiar que alguém que tem um comportamento decente é boa pessoa a tempo inteiro e vai dar-se ao trabalho de perder mais tempo para voltar lá em vez de dizer “que se lixe, a minha vida não é isto” e deitar a carteira no caixote de lixo mais próximo. O Pedro lá voltou mais tarde, claro, e entregou aquilo.

Acho que dá sempre alguma satisfação saber que se ajudou alguém que pelo menos assim não precisa de ir perder dias para fazer os documentos todos de novo, mas no fim disto tudo imagino o homem a receber a sua carteira de volta, muito feliz, e a agradecer a quem? Provavelmente à santinha cuja imagem tinha na carteira em vez de à pessoa que perdeu parte do seu fim de semana para a devolver.

Mas por essa lógica também foi a santinha que o fez perder a carteira e ter um mau dia. Será que vai pensar nisso?

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.