Passo a passo

A 2 semanas dos 13 meses, a Joana começou finalmente a deixar-nos ajudá-la a andar. Até aqui punha-se de pé agarrada aos móveis, mas se lhe dava a mão para ela andar pela sala, atirava-se imediatamente para o chão e preferia gatinhar. Agora já aceita usar a nossa mão para dar algum equilibrio extra e já atravessou a sala de uma ponta à outra só com esse apoio – com as pernas todas abertas e pés virados para fora, como convém 🙂 – Vamos ver se começa a andar sozinha antes de ir para a escola, em Setembro.

Também parece estar a aprender a falar muito mais facilmente do que o irmão. Para além do olá, que diz a toda a gente que encontra, diz ‘olha’ quando aponta para algo, diz nariz e repete sem grandes problemas muitas outras palavras (uva, por exemplo –  ou melhor, uba). São poucas as que usa espontaneamente mas vê-se que faz um esforço grande por repetir o que lhe dizemos e fica muito feliz quando consegue.

Estive recentemente a ler alguns posts sobre o Tiago nas mesmas fases e acho-os muito diferentes. A Joana é muito mais faladora e bem disposta, não faz birras para dormir e habituou-se mais facilmente a entreter-se sozinha – tenho de estar na mesma sala que ela, à vista, mas não preciso de estar sempre a entretê-la. Acho isso optimos porque o Tiago demorou anos a aprender a brincar sozinho e com dois já não dá para ter aquele nível de dedicação.

Acho porém que a Joana não fica tão focada num brinquedo como o Tiago ficava. Gosta mais de experimentar coisas novas do que de explorar completamente as possibilidades de um brinquedo como o irmão gostava. Também gosta de deitar abaixo as torres de copos e cubos. Por vezes já tenta empilhar ou encaixar formas mas fica frustrada muito rapidamente quando não consegue e desiste. O Tiago ficava frustrado mas era teimoso e insistia com aquilo até conseguir. A Joana vira as costas e vai à procura de outra coisa mais interessante.

No que diz respeito à alimentação, voltámos a introduzir o leite de vaca e parece que os vómitos acabaram. Estou convencida que ela deve continuar a ter alguma intolerancia alimentar ao leite mas agora traduz-se mais nuns cocós mais liquidos e amarelados do que em vómitos. Mas como não parece queixar-se de cólicas, vamos ver se é algo que acaba por normalizar ou se temos de fazer mais umas experiencias alimentares.

Com o fim da restrição do leite e o facto de ter completado um ano de vida, a Joana começou também a comer praticamente tudo o que nós comemos. Dantas era só um bifinho de perú ou frango grelhado, ou peixe cozido partido aos bocadinhos, para se habituar a comer sozinha, e agora já come lasagna e massa com cubos de fiambre, azeitonas e cogumelos, como o irmão. Adora lasagna. O resto acaba mais no chão do que na boca, mas a lasagna feita pelo pai vai toda 🙂

Continuo a fazer-lhe sopa, que já começa a ser difícil convencê-la a comer, e a dar-lhe puré de fruta porque ela cospe mais do que engole quando lhe dou fruta não triturada.

A Joana continua a dormir duas sestas por dia, geralmente das 10.30 às 12.00 e depois das 15.00 às 16.30. Isto não é certo, como é obvio, e há dias em que a sesta da tarde se atrasa e tenho de a ir acordar à hora de ir buscar o Tiago à escola. Ocasionalmente salta uma das sestas.

Deixe uma resposta