New Hope

Há um mês que ando a debater-me com a decisão de escrever qualquer coisa. Mas tenho andado um pouco em negação e com demasiado medo de mais uma desgraça para falar sobre isso com alguma clareza.

Mas ontem acabaram-se algumas das dúvidas, tive uma pequena surpresa e tudo se tornou bastante mais real. Estou novamente grávida. É algo que queria bastante e que deu alguma luta mas que finalmente aconteceu. E ontem, na ecografia, descobri que já estou nas 11 semanas em vez das 8 que pensava. Isto porque tive uma hemorragia na terceira semana que interpretei como uma menstruação adiantada devida à medicação hormonal que estava a tomar.

Ontem, na consulta, vimos finalmente a nossa segunda criança. E, devido ao avançado número de semanas, quando chegámos a casa conseguimos já ouvir o batimento cardíaco. Isto porque desta vez temos o equipamento necessário em casa para evitar stress desnecessário em caso de dúvidas.

Até agora não consegui ainda sentir-me muito entusiasmada. Os meus pensamentos em relação a esta gravidez são todos terminados com ‘se correr tudo bem desta vez’. Sei melhor que ninguém que não há garantias e tenho bastante ansiedade em relação a todo o processo mas acho que vale a pena, mesmo que volte a correr mal. Tentar vale sempre a pena.

Estou há um mês a sofrer os inesgotáveis enjoos que, tal como da primeira vez, não são matinais. Começam por volta das 4 da tarde e duram até à noite. Por esta altura é suposto começarem a passar e já tenho um dia ou outro em que estou melhor mas estou desejosa de ultrapassar esta fase.

Para a semana tenho a ecografia das 12 semanas e o rastreio bioquímico que da outra vez deu um falso positivo. Vamos ver o que acontece agora uma vez que é por aí que se decide se é necessário fazer ou não a amniocentese.

Estar a passar por tudo isto uma segunda vez depois do resultado da primeira não é fácil. É tudo demasiado familiar e é horrível ter a sensação que não há grande coisa que possa fazer de forma diferente. A única alteração prevista será induzir o parto umas semanas antes, por uma questão psicológica, mas é preciso que tudo corra bem até lá.

Aquilo que penso é que se for para correr qualquer coisa mal desta vez que seja já. A experiência de passar pela gravidez completa e pelo parto para não ter nada no final para além do corpo disforme que me lembra diariamente a perda é demasiado traumatizante.

E por isso, aquilo que vai ser diferente desta vez é que não vou fazer planos. Não vou comprar mais nada (não que precise de grande coisa), não vou escolher nome, não vou criar expectativas. Não que isso torne uma perda muito mais fácil mas ajuda-me a chegar ao fim sem grande necessidade de ansiolíticos. Um dia de cada vez.

23 Comment

  1. Querida Dee!

    Percebo-te perfeitamente e acho que fazes bem em não planear muito, deixa as coisas acontecerem que é o melhor que fazes. Acompanho-te há anos e creio que nunca comentei. Comento agora.
    Sou mãe de um Rodrigo de 16 meses e acompanhei com angústia o que vos aconteceu. Não há palavras que se possam dizer acerca disso. Apenas que a vida é madrasta e a maior parte das vezes injusta. Admiro, contudo, o facto de seguirem em frente e de continuares a escrever. É um exemplo para tantas pessoas que acham que têm problemas…
    Quero desejar-te acima de tudo que a gravidez seja levada a bom porto e que a criança que agora esperas te possa encher os braços que o Alexandre deixou vazios. Substituí-lo nunca. Cada criança é uma criança, um ser único e especial, mas irá concerteza tornar-vos menos amargos, menos tristes, ainda que a dor e o espaço vazio permaneçam no vosso coração. Serão sempre pais de dois filhos, ainda que o Alexandre não esteja convosco.
    Quando a criança nascer logo vês o que é que precisas de comprar. Olha eu até hoje não tenho o quarto do Rodrigo como queria, porque acho que perco demasiado tempo e o tempo é precioso para brincar com ele e vê-lo crescer… Não fiz planos, não comprei exageros de roupa e brinquedos, escolhemos o nome quando a barriga já estava grande e quando já sabíamos o sexo e porque eu já não aguentava chamar-lhe sempre “bébé”… Não foi um filho planeado e acho que os planos, por vezes, nos impedem de saborear o gosto da surpresa, a emoção da descoberta.
    Fazes nem, Dee, deixa-te ir com a maré na certeza de que tens muitas pessoas “deste lado” a torcer por ti! Um dia de cada vez…
    Desejo que tudo corra bem e que esta nova esperança se concretize e vos faça sorrir de novo. Muitos beijinhos, Catarina.

  2. Olá Dalila,
    Não te conheço pessoalmente, mas esta notícia deixou-me tão feliz, como se fosses da minha família, sem querer entrar em frases como ” boa sorte ” ” e desta vez é que é “, quero apenas deixar aqui um grande beijinho para ti e muitos parabéns!

  3. 🙂
    Fico muito feliz com as novidades.
    Tudo de bom. Beijinho

  4. Primeiro que nada quero dar-te os parabéns! Já tinha lido uma “pista” no site do Pedro e até lhe deixei um comentário. Parece que o meu instinto estava correcto…
    Inevitavelmente vais viver um dia de cada vez, sem fazer planos, sem ter certeza de como será o dia de amanhã. No final, vocês hão-de esquecer a ansiedade com que viveram estes 9 meses, e terão, finalmente, o vosso filho nos vossos braços.
    Desejo-vos, do fundo do coração, que sejam muito felizes.

  5. Fiquei mesmo emocionada com isto. Um abraço, Dee *

  6. Fiquei muito feliz com a notícia! Apesar de não vos conhecer pessoalmente, desde o ano passado tenho acompanhado os vossos blogs… Cheguei até voçês através de uma amiga em comum que, por eu ter passado por uma experiência semelhante, me falou do vosso caso. Também eu aprendi que devemos viver um dia de cada vez… Depois do António fiquei à espera da Margarida, é uma menina linda que tem agora 4 anos. Valeu a pena acreditar que é possível! Um grande beijinho

  7. Fiquei muito feliz ao ler este este post, acho era algo que andava mortinha para ler aqui, depois de tudo o que se tem passado. Suspeitei disso ontem à noite quando li o post do pedro, e agora confirma-se..e desta vez vai correr tudo bem, vais ver, é preciso é isso mesmo: hope!
    Muitos parabens aos dois!

  8. Muitos parabéns e vive um dia de cada vez com muita paz de espirito!!:)

    Em relação a cadelinha, ainda não apareceu?! Tadinha.

  9. YES!!!!!!! 🙂
    Muitas, muitas Felicidades do fundo do meu coração!Tudo de bom para vocês que bem merecem e uma gravidez maravilhosa é o que lhes desejo!
    Parabens Dee 🙂 Parabens Pedro!

    Um abraco,

    Be

  10. Dee, não precisa autorizar este posto.
    Quero que saiba que há alguns anos eu leio seu blog. Acho estranha essa coisa da internet, pois acaba parecendo que conhecemos intimamente pessoas desconhecidas. Mas este não é o caso.
    Quero que saiba que fiquei imensamente feliz com a noticia da sua gravidez. Pois intimamente sofri muito com o sofrimento de vc e do Pedro.
    Eu tenho duas mocinhas já, a Marina com 15 anos e a Bruna com 13, mas também já perdi uma filha, a gêmea da Bruna, depois de alguns dias do nascimento, e sei que a dor é terrível e nunca conseguimos esquecer das rasteiras que a vida nos dá. A fedida parece nunca fechar, mas fecha sim, o tempo faz isso.
    Tenho certeza que essa criança vai te fazer muito feliz (e ao Pedro também) e vai amenizar a dor da perda do Alex que é insubstituível.
    Toda a felicidade do mundo para vocês dois! Parabéns pelo novo bebê!

  11. bem me parecia que hoje devia ter dado os parabéns ao pedro quando fui ao blog dele.
    estamos aqui a torcer……………………………………………………… um grande beijo!

  12. Parabéns… muitos parabéns e muita felicidade… vocês merecem!

  13. Descobri este teu blog como que na sequência do Coiso e do Macacos sem galho há já uns bons meses. Desde então tenho-o visitado periodicamente. Fiquei muito mas muito feliz em saber que tu e o Pedro estão a ter uma oportunidade para que tudo corra bem desta vez. Muitas Felicidades!

  14. Fico muito feliz por vós! Beijinhos.

  15. Olá!
    Parabéns e boa sorte!!!
    Espero que corra tudo muito bem! Vai correr, com certeza!
    Boas energias!
    Um beijo!

  16. Parabéns!!!
    Bj

  17. Há já alguns anos que sigo este diário. Tudo começou porque descobri aqui alguns hobbys coincidentescom os meus como as casas de bonecas (tenho 2), fazer tapetes de arraiolos, a mania das dietas…Se de início me sentia um bocado como se estivesse a assistir ao “Big Brother”, passado algum tempo já era como se fosses uma amiga que vive longe e esta era a minha maneira de poder saber o que se passava contigo. Pode parecer parvoeira (por não te conhecer, claro está!), mas chorei no dia em que li o que tinha acontecido ao teu bebé. Lembro-me perfeitamente: tinha acabado de vir de férias e estava desejosa de saber se ele já tinha nascido… ao ler aquilo, não aguentei, e sentada à minha secretária com os meus colegas à volta, comecei a chorar.
    Já várias vezes me tinha interrogado se devia ou não comentar. Tu nãoescreves para nós que te lemos…escreves para ti mesma e comentar é um pouco invadir o teu espaço. Mas hoje não podia deixar de o fazer…
    Parabéns pela nova gravidez! E tens de acreditar que as coisas más não podem acontecer duas vezes seguidas à mesma pessoa.

  18. Apesar de não vos conhecer fisicamente já há muito tempo que vos sigo virtualmente. E como há coisas não se explicam fiquei muito, muito feliz com esta novidade.
    E como há coisas que não se esquecem… E por isso, não vou dizer vai tudo correr bem, não vou dizer pensa positivo, não vou dizer que desta é que vai ser*.
    Vou dizer para viveres um dia de cada vez tentando não ter medo do dia seguinte e que desejo muitas felicidades para os 3.

    *(mas vai ;))

  19. neste momento a única coisa que te posso dizer é força, courage, it means heart! e sim, é tudo um dia de cada vez, continuo a achar depois de uma vida estilhaçada que seguir essa máxima foi o melhor que fiz por mim…

    muita força e luz, ana

  20. À cerca de um ano atrás chorei quando vim ao site e li o que tinha acontecido. Agora fico imensamente feliz por saber que a vida se prepara para vos dar uma nova oportunidade. Que tudo corra bem.

    João

  21. Antes de mais parabens, e espero que tudo corra bem desta vez. Copiaperfeita conhece a Dee’s life deste os seus 9 ou 10 anos. Fiquei triste quando soube do outro azar. Porém temos que ser fortes e coraosos e vocês são. Além de que també têm por perto quem vós pssa acompanhar, muito embora quando tem de acontecer problemas ninguém está livre desses infortínios. Desta vez tudo vai correr bem, Reetero parabéns e felicidades. Beijinhos

  22. Fico muito feliz, estava à espera da notícia de todas as vezes que vinha cá. Estive grávida na mesma altura da Dee, e identificava-me consigo. Foi um choque muito grande quando li o que aconteceu, durante dias não conseguia deixar de pensar em si. Desta vez sou mais uma das muitíssimas pessoas que estão a torcer pelos papás e pelo bebé. Beijinhos

  23. isto é que eu gostei muito de ler :’)

Deixar uma resposta