Cinderella

Ontem estive a ver um bocado da Cinderella da Disney com o Tiago. Acho que foi o único filme do estilo que fui ver ao cinema em criança e gostei muito. Anos mais tarde voltei a ver e fiquei muito decepcionada por causa da dobragem. Agora arranjei o filme no original e tem efectivamente muito mais piada por causa do estilo das vozes usadas nas músicas que são muito típicas da época.

Acho que continuo a preferir estas animações mais antigas às versões recentes 3D porque sempre gostei muito deste tipo de desenho, semelhante à ilustração de publicidade dos aons 40 e 50. As mulheres têm uma grande elegancia, e o desenho das mãos em particular sempre me fascinou.

O Tiago obviamente não ligou nada à Cinderella mas adorou as cenas de perseguição com o gato e os ratos. Em vez de estar no sofá a vegetar esteve o tempo todo de pé a dar grandes saltos de entusiasmo e a dizer olá cada vez que aparecia um dos animais no ecrã. Giro 🙂

Quando começou a parte do baile o Tiago perdeu o interesse e fomos para o quarto brincar.

3 Comment

  1. 🙂 Também prefiro a animação 2D à 3D. Não digo que não façam 3d, mas agora nunca mais apareceu nenhum à venda em 2D, o que é uma pena. É estranho ver os filmes anos depois. Quando era pequena o filme do Dumbo parecia-me que durava horas e agora é minusculo. 🙂 Deve ser normal eles não ligarem muito, a minha prima tem dois anos e só ficou a olhar para a alice no país das maravilhas uns 10 minutos e perdeu o interesse!

  2. O meu filho tem agora 13 anos e tive de ver com ele quase todos os filmes animados da altura. Ia sempre um bocadinho a medo, porque também achava que gostava mais dos filmes antigos mas, agora reconheço que apareceu uma colecção bastante boa de filmes (penso que antes do 3D) e mesmo bem dobrados, com vozes bem adaptadas. Falo da leva do Toy Story, Gang dos Tubarões, À procura de Nemo, e outros da mesma altura. E não deixei de gostar dos Aristogatos e do Ursinho Puff. Acho que conseguem conviver bem uns com os outros.

  3. Não se trata de não gostar dos filmes mais recentes. Adorei o The Incredibles, por exemplo. É mais uma questão de apreciação estética dos desenhos daquela época.
    Tenho uma série de fanimações mais recentes, que fui comprando ao longo dos anos, como o Shrek, Madagascar, Antz, etc, mas ele ainda não liga.

Deixe uma resposta