Blog

Os males de ver televisão

De vez em quando, quando não tenho nada para ver ao fim do dia, faço um bocado de channel surfing e apanho as coisas mais absurdas.

Um dia destes apanhei aquele que deve ser um dos programa mais nojentos da história da televisão. É um lixo chamado Hollywood Raw que consiste em bocadinhos de filmagens de pessoas famosas a fazer compras ou a sair de bares à noite, comentadas pelos seres humanos mais desprezíveis que é possível imaginar – os gajos que perseguem esta gente para todo o lado, habitualmente chamados de paparazzi. Acho que há alguns assassinos que merecem mais perdão do que estas criaturas.

Estes tipos que vivem de perseguir determinadas pessoas pelas ruas, espetando-lhes camaras e holofotes na cara têm depois a lata de se fazer de vítimas quando levam um soco porque ‘estavam só a fazer o seu trabalho’. Em qualquer outro caso seriam presos por harrassment, mas estes tipos têm um get out of jail free card.
Não é que eu ache que as pessoas famosas tenham de ser defendidas ou protegidas porque toda a gente sabe que ser famoso tem também algumas desvantagens e esta é uma delas. Mas ver o ponto a que esta malta chega é impressionante. E ouvi-los falar, primeiro como se fossem verdadeiros especialistas na vida privada destas pessoas, depois como vitimas dos insultos quando começam a ser demasiado irritantes, como se fossem uns coitadinhos e estas celebridades más é que deviam estar todas na prisão porque são uns loucos, quando eles chegam a fazer coisas como borrifar o alvo que estão a fotografar com mace ou pepper spray é fabuloso. No fundo vivem de provocar as celebridades porque dá mais dinheiro uma foto de um gajo chateado do que a sorrir e depois queixam-se do resultado. Como é possivel ser-se tão insidioso?

Eu sei que nada disto é novidade e por mais afastada do mundo que eu viva a maior parte do tempo, já tinha obviamente visto algumas destas fotos em revistas, mas ver as filmagens, ouvir os gajos a falar, meteu-me um nojo tal que nem dez banhos conseguem eliminar. Desejo-lhes a todos uma morte lenta e dolorosa e acho que não volto a ver televisão tão cedo. Sabe-se lá que doenças se pode apanhar assim.

Veja também...

8 Comments

  1. ComentadordeServiço says:

    Oi Dee! Gostei muito do gato alcides, muito bem esgalhado:) como posso adquirir um sem ter de encomendar pela net? keep the good work! besitos!

  2. É possível que mais para o fim do verão venha a ter os bonecos numa loja em Lisboa, mas não é garantido. Até lá só mesmo encomendando online – pelo método normal ou enviando-me um email. De qualquer das formas preciso dos mesmos dados – nome, morada, contribuinte, email.
    Posso perguntar qual o problema de encomendar online?

  3. ComentadordeServiço says:

    O meu problema de encomendar online, é devido à falta de segurança…não sei se estou a ser inseguro ou desconfiado, mas não me agrada nada encomendar online, ou seja pagar através da internet. De qualquer modo espero que a Dee consiga ter os bonequitos nessa tal loja:) Keep the good work! besitos!

  4. O pagamento não é feito online. É por transferência bancária (que pode ser feita no multibanco), por envio de cheque ou à cobrança. Por isso não há grandes problemas de segurança.

  5. ComentadordeServiço says:

    Oi Dee! Entao táse bem. keep the good work! besitos!

  6. uma vez vi um programa de televisao metia tantos vomitos que acabei por vomitar

  7. lucas says:

    ora estes programas só existem porque há um público que lhes dá audiência..que quer saber sobre a vida privada dos famosos..estes programas são ridículos mas servem como conforto para os pobres de espírito que vivem em frente a televisão.

  8. Toia says:

    …concordo 100% contigo. Não basta as fotos que são uma treta como existe pessoas que adoram comprar esse tipo de revistas. Só não sabia que agoram passaram para a televisão. Infelizmente vivemos num pais que essas coisas tambem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.