Os últimos dias

Na terça feira fomos fazer a ecografia das 32 semanas e, apesar de não haver nada de grave, o resultado também não foi inteiramente positivo. Aquilo que se quer ouvir numa ecografia é ‘está tudo bem’. Aquilo que ouvimos foi ‘é possivel que exista um problema mas não consigo confirmar’. O problema não será também nada de muito grave, é corrigível após o nascimento, etc, mas foi um pequeno choque, especialemente para quem já está ansiosamente à espera que qualquer coisa corra mal desde o inicio.

Primeiro foi a posição – o sacana virou-se e já não está de cabeça para baixo o que pode implicar uma eventual cesariana se a posição não se alterar. Depois foi a questão do liquido amniotico que aparentemente é em maior quantidade do que devia, o que pode querer dizer que o bebé não tem espaço suficiente para crescer. E finalemente pode existir um problema com um ou ambos os pés que não parecem estar direitos na ecografia e não dá para ter a certeza se é só da posição ou se será algo para resolver cirurgicamente.

Eu sei que nada disto é grave ou sequer muito preocupante e que daqui até ao fim ainda pode acontecer muita coisa e preciso de paciência e calma, mas sinceramente há dias em não sei quanto mais é que aguento.

Ontem levei as gatas ao vet para tirar os pontos. Não correu tão bem como gostaria por dois motivos: Primeiro a Nikita fez alergia ao adesivo do penso e está com a pele toda vermelha. Segundo, por causa disso fartou-se de se quixar com dores ao tirar o dito adesivo. Para tentar facilictar a coisas sugeri alcool para humedecer a cola mas a vet achou que eter funcionava melhor e o problema foi que a niki conseguiu escapar-se e entornou meia garrafa de eter em cima da marquesa. Considerando que a clinica é numa cave sem janelas e eu estou grávida, é uma situação que gostaria de ter evitado. Quando cheguei a casa estava com uma dor de cabeça brutal, o que quer dizer que respirei mais daquilo do que pensei. Era mesmo só o que me faltava neste momento. Fiquei em casa o resto do dia. Como estava a chover e estou constipada novamente estive sem grande energia. Nada pior para o estomago do que passar o dia a espirrar e a cabeça parece que vai rebentar com a pressão por causa do nariz entupido. Dormir assim também não tem grande piada e acabo por ter de dormir sentada com pelo menos suportada por algumas almofadas para ficar com o corpo mais levantado. Acordo com grandes dores de costas graças a isso.

Mas pronto, pelo menos as gatas estão muito mais felizes e espero que parem brevemente de lamber a barriga de forma obsessiva.

Aproveitei a tarde para telefonar ao Sr. que é suposto vir fazer as nossas obras e ele diz que está a pensar começar na segunda feira, o que são optimas noticias. Também liguei a um electricista para vir substituir o intercomunicador que é uma porcaria e ele apareceu hoje de manhã e trocou mesmo por um novo que espero que se aguente por uns tempos. Fiquei a saber que os prédios agora têm todos estes intercomunicadores com um aspecto baratucho porque se instalo um dos outros é possivel que deixem de funcionar no prédio todo. Ainda bem que nao comprámos um entretanto.

Agora tenho de ficar à espera que o Sr. Timoteo apareça hoje ou amanhã para ver que material é necessário para as obras e, se tudo correr bem, para a semana estamos com a casa coberta de pó.

3 Replies to “Os últimos dias”

  1. Vocês tem que ir à bruxa, isso não é normal, tudo o que se passou com o anterior e agora isto. Mas há-de correr tudo bem. Se calhar a cesariana era um mal menor, a minha sobrinha, que faz ano e meio a 24/02 era para nascer por parto normal, à ultima da hora decidiram fazer cesariana e ainda bem, dado que nasceu com um nó do cordão umbilical no pescoço. Foi um mal que se tornou um grande bem.

  2. Vai correr tudo bem… vais ver que é só uma questão de postura na eco.
    Vai tentando descansar e não te metas no éter! 😛

  3. Bem, não sei o que te diga e acredito que seja o que for que seja dito, não altera em nada as ansiedades de uma mãe (that´s a fact)por isso só me resta esperar que tudo te corra bem. Quanto a esses hipotéticos problemas, pode ser que não sejam mesmo nada, ou pelo menos, de solução fácil, por exemplo, sempre ouvi dizer que é melhor ter líquidos a mais do que a menos…fica-se com uma barriga maior e tal mas o bebé corre menos riscos.
    Quanto às obras da vossa casa…bem, acho-vos super corajosos em meterem-se nisso, sabendo, ainda por cima que Almada está o caos que está. Eu por mim trocava era de zona mas eu percebo que aí estão perto de tudo, não é?
    Fiquem bem. Bjs

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.