Parabéns a 2/3 da familia

Na segunda feira o Tiago fez 3 meses e o Pedro fez 34 anos. Depois de uma noite mal dormida fomos ao centro de saude logo de manhã para as vacinas do Tiago. Coitado do miúdo, cada vez que completa mais um mês de vida vai logo ser picado.

Quando voltámos para casa ainda conseguimos dormir um bocadinho por turnos até começarem os telefonemas de aniversário.

Os avós do Pedro vieram visitar-nos de tarde e trouxeram um bolo mas não quiseram ficar para o comer. Quando eles sairam eu e o Pedro aproveitámos então o bolinho para o lanche. Era um brigadeiro de chocolate e estava excelente.

À noite aconteceu uma impromptu birthday party quando chegou o resto da familia às dez da noite. A Marta trazia mais um bolo e o Pedro abriu prendas enquanto o Tiago fazia birra até lhe ir dar comidinha.

O problema actual com o Tiago é que começou a fazer birras de sono e às vezes torna-se um bocado complicado determinar se se passa realmente alguma coisa com ele ou não. A chatice é que ele não quer dormir. Chora, abana os braços e as pernas, abana a cabeça violentamente para ambos os lados, tudo o que conseguir para evitar adormecer. Anda a tornar os dias interessantes, sem dúvida, mas muito mais cansativos. Keeps us on our toes, so to speak.

Na terça fomos ao pediatra. Enquanto esperávamos pela consulta apareceu uma mãe com uma miúda com varicela. E eu que tinha esperança que isto de existir um dia para bebés evitasse exactamente este tipo de situações. Como não há separação entre crianças saudáveis e crianças doentes, apesar de haver duas salas de espera, a miúda entrou e sentou-se ao pé de nós. Quando comecei a ouvir a mãezinha a explicar a situação comecei logo a fazer contas mentais sobre como agarrar nas coisinhas todas e no Tiago e sair da sala sem dar muito nas vistas. Acho que ainda estou em modo de grávida em que varicela é o mesmo que peste negra, mas não deixava de ser chato o Tiago apanhar uma doença dessas logo com 3 meses. É claro que não fui a lado nenhum. A miúda acabou por ir finalmente para outra sala, pelo menos até a mãe precisar de mudar a fralda à sua outra criança, um bebé pequeno. Aí lá volta a miúda infecciosa e desata a mexer em tudo o que encontra pelo caminho. Nessa altura entrei em pânico e estando-me nas tintas para a subtileza agarrei nas coisinhas e ficámos muito encolhidinhos num canto da sala, junto à janela. Sim, porque sabe-se lá se a miuda não desata a coçar as bolhas e depois resolve mexer no Tiago. Ou podia transformar-se num alien e levá-lo para a sua nave espacial. Ou ainda abrir um buraco no espaço-tempo e sugá-lo para um universo alternativo. Com estas coisas todo o cuidado é pouco. Sinceramente nunca pensei que o instinto protector me fosse transformar num monstrinho mas acho que contra certas coisas não há luta possivel.

Chegou finalmente a hora da consulta onde confirmámos as medidas que eu já suspeitava – 61 cm de comprimento (se bem que acho aquele pediatra um pouco conservador nas medidas e é mais perto dos 62) e 5,580kg de peso o que quer dizer que está quase a duplicar o peso de nascença. Right on schedule.

Acima de tudo está a ficar comprido já que o comprimento está no percentil 50 e o peso um pouco abaixo.

Tenho andado a fazer umas pequenas alterações à loja, nomeadamente mudar-lhe o nome definitivamente para stuffed squares e a cor geral para laranja. Também estou a trabalhar no FAQ e em mais uns textos e a ver se instalo finalmente o módulo de pagamento por paypal. Tenho também de arranjar tempo para instalar as estatisticas do google nas páginas mas acho que isso ainda vai demorar. Na terça à noite, pelo meio das birras, lá fui conseguindo mudar as cores e a barra de topo mas desde então não voltei a ter um bocadinho livre.

Especialmente porque desde ontem de manhã que o Tiago tem crises de choro sem razão aparente e por vezes recusa-se a comer, mesmo quando já passaram várias horas desde a ultima vez. Até aqui comia muito bem e de repente não consigo que ele coma, durma ou páre de chorar. A questão da barriga parecia melhor e há algum tempo que já não tem a barriguinha inchada nem o umbigo metido para fora. Mas agora fica entupido ocasionalmente e é preciso dar-lhe microlax para ele fazer cocó ao fim de 2 dias sem nada.

Hoje foi um desses dias e até pareceu funcionar. Aliás, a explosão intestinal foi tal que passei meia hora a lavá-lo a ele, à cadeira, etc. A fralda até parecia estar lá só para decoração.

Depois disso, por volta das 10.30 ele parecia mais bem disposto mas não durou muito. Pouco depois começou novamente a chorar e não parou até às duas da tarde, altura em que adormeceu por uns minutos. Quando acordou consegui finalmente alimentá-lo por uns breves minutos e pouco depois estava novamente a chorar descontroladamente.

Quando estava com dor de barriga o Tiago chorava mais quando deitado para o lado esquerdo. por isso não conseguia pô-lo a mamar desse lado. Eu sempre tive bastante leite, mas quando há situações destas o peito fica tão cheio que dispara sozinho. Acabam por sair uns 10ml por si e o resto tenho de tirar à bomba. Hoje, sem esforço e no setting minimo tirei 175ml. Só parei porque o biberon estavam cheio. Compreendo que ele tenha mais fome à medida que vai crescendo e que o corpo precise de ir acompanhando, mas está a tornar-se ridiculo.

3 Comment

  1. Fartei-me de rir com a história da miúda com varicela…e imaginei-me a fazer exactamente o mesmo. Também não concordo que no dia para bebés apareça todo o tipo de criança com doenças, misturando-se com bebés tão pequenos!
    Ah! Vi a tua foto no flickr e adorei o cabelo!
    Bj

  2. Os três meses são difíceis… Também tenho um Tiago que passava o dia a chorar e recusava mamar. O truque é não desistir de amamentar, e não desesperar porque por volta dos cinco meses tudo fica mais tranquilo.

  3. Dee, vi as fotos do Tiago no flick do Pedro, parabéns pelo lindo rapaz. Aproveite todos os momentos, pois quando menos se espera acontece como aconteceu comigo, já tem namorados de filhas andando pela minha casa (que também é ótimo!).
    Beijos aos três 🙂

Deixar uma resposta