O primeiro risco

O Pedro comprou lápis de cera para o Tiago. Depois de algum esforço consegui finalmente que ele parasse de roer ou atirar ao chão os lápis e percebesse para que servem. Com o papel no chão não serviu de nada e nem ligava ao que eu estava a fazer. Foi preciso sentá-lo ao meu colo para ele prestrar atenção e começar a fazer o movimento de riscar com o braço. Acabou por por umas linhas no papel, se bem que ainda muito timidamente. É um skill completamente novo e vai demorar. O que eu gostava era de conseguir que ele percebesse que é divertido, mesmo que isso implique riscos no chão e nas paredes. Vamos ver como evolui.

É claro que passado um bocado dei com o Tiago a comer alegremente um dos lápis de cera como se estivesse cheio de fome. E era suposto estes serem mais dificeis de comer mas nada pára aqueles dentinhos. Tive que lhe limpar o interior da boca com um lenço de papel, algo que ele adorou, como se pode imaginar. Entre os gatos e o Tiago já não há nada sem marcas de dentes cá em casa.

4 Comment

  1. Olá dee! Não sei se estás a ver quem sou. Sou a mulher do Fernando, o amigo do Pedro, colega da PT, que vive em Lagos. Lembras-te que estivemos aí em vossa casa há uns 4 meses com o Miguel? Bem, o Fernando disse-me que tinhas um blog no qual, entre outras coisas, falavas do Tiago. Claro que tive logo curiosidade de dar uma espreitadela, afinal o Miguel e o Tiago são praticamente da mesma idade e para mim é sempre interessante saber como as outras mães lidam com as situações que afinal acabam por ser sempre muito parecidas. Já por algumas vezes senti vontade de deixar comentários a certos posts, mas sou um bocado tímida nestas coisas virtuais. Mas hoje lá me decidi e vi que era giro se às vezes trocássemos umas ideias sobre os nossos babys ou até sobre outros assuntos.
    Achei graça ao que escreveste sobre os lápis de cera. Nós também comprámos lápis para o Miguel há algum tempo, mas optámos por lápis de cor, precisamente por temermos que ele sentisse vontade de os comer. 🙂 São uns da “Crayola” indicados para bebés com mais de um ano, por isso não têm um bico pontiaguado e potencialmente perigoso, mas sim um bico triangular. Como o Miguel ainda não agarra com precisão no lápis, também não consegue exercer muita força com a ponta e, por isso, também não faz riscos demasiado vivos que se tornem indesejáveis se feitos nos “nossos papéis” ou nas nossas paredes. E se os põe na boca, não é assim tão mau porque são lápis de cor e por isso não lhes arranca nenhum bocado nem fica com a boca suja. Outra ideia, é colares uma cartolina (ou várias) na parede. Nós fizemos isso no princípio porque o Miguel também não queria riscar os papéis no chão, mas ficava todo contente com a parede. Então lá lhe colámos uma cartolina que ele “desenhava” todo contente. Agora já se habituou aos papéis e na semana passada comprei-lhe o primeiro livro de colorir e fiquei surpreendida quando reparei que ele fazia os riscos em cima dos desenhos e não arbitrariamente por qualquer parte da folha. Acho que já começa a perceber a ideia.
    Enfim, ficam as sugestões.
    Beijinhos para os três!

  2. Olá Lena, é claro que sei perfeitamente quem és 🙂
    Obrigada pelo comentário e as sugestões. Isso da cartolina na parede é capaz de funcionar, mas neste momento o esforço ainda está na fase de ele perceber para que serve o raio do lápis. E acho que vou procurar os lápis de cor porque os de cera não resistem àqueles dentes.
    Tenho acompanhado o desenvolvimento do Miguel através dos videos que o Fernando vai mandando ao Pedro porque é giro ver o que esperar do Tiago a seguir. É um espanto vê-lo andar. Só é pena viverem tão longe senão dava para nos encontrarmos mais vezes 🙂
    Beijinhos.

  3. Estou deseperada, ñ consigo encontrar lápis da marca crayola. Podem me dizer pf onde encontra.
    Nota: Já tentei na pre-natal

  4. Cara Dina, nós comprámos lápis de cera Crayola online, na Amazon inglesa. De facto nas lojas cá também nunca vi.
    Mas comprámos lápis de cor Giotto na papelaria Fernandes e são igualmente bons e grossos para serem fáceis de agarrar. É claro que o Tiago come os bicos, tal como nos lápis de cera mas enfim – é uma questão de tempo.

Deixe uma resposta