Joana, 8 meses

Custa a acreditar mas já passaram 8 meses desde que a Joana nasceu.

Na terça fomos fazer a vacina que saltámos o mês passado por causa da varicela. Agora está despachada até aos 15 meses. Aproveitámos também para a pesar. Pensei que a Joana ia ser mais gorducha do que o Tiago mas parece estar a ir pelo mesmo caminho. Começou no percentil 50, aos 6 meses desceu para o 25 e agora está ainda mais abaixo, com 7,250kg. Não é magrinha mas, tal como o irmão, aquilo que come vai mais para a altura do que para o peso. Se eu for comparar a quantidade que ela come com o que é sugerido para a idade, poderia ficar preocupada – a papa para a idade dela diz 240ml de leite e eu faço com 90 a 120 e nem sempre come tudo – mas ela come bem e quando não quer mais acho que não vale a pena insistir, até porque se ficasse com fome eu dava por isso. Aprendi com o Tiago que não vale a pena preocupar-me com medidas e quantidades. É mais importante aprender a ler os sinais que os nossos bebés nos dão e ir ajustando as quantidades de acordo com o que eles mostram precisar. Também me parece que os fabricantes das papas dizem aquilo sabendo que metade vai para o lixo. Assim vendem mais 🙂

As maiores novidades são o facto da Joana já responder ao nome e ter começado a ‘dançar’ (leia-se abanar-se energeticamente quando ouve música). Também começou a imitar sons, tanto verbalmente como a bater com as mãos. Por exemplo, se eu bato duas vezes com a colher na tigela ela imita batendo com as mãos na mesa. Já diz o mamama, dada e olá típicos desta idade.

Ainda não gatinha, nem sequer se apoia nos joelhos como o Tiago já fazia com esta idade, mas arrasta-se de costas e depois vira-se de barriga para baixo, tendo assim um método de locomoção menos usual mas bastante eficaz para chegar ao que quer. Mas aquilo que ela gosta mesmo é estar de pé. O meu irmão emprestou-nos um daqueles baloiços que se penduram na porta e ela dá grandes saltos naquilo, fazendo impulso com os pés. Acho que se sente toda crescida com os pés no chão 🙂

No último mês a Joana começou a demonstrar força de vontade e resmunga quando não consegue deitar a mão a algo que lhe interessa. Também começou a chorar cada vez que eu tenho de sair do seu campo de visão, mesmo que só por uns segundos e mesmo que continue a ouvir a minha voz, algo que era suficiente para a acalmar até aqui. Ontem até começava a chorar só de eu me virar de costas para ela.

Adora agarrar o pelo dos gatos com toda a força e os nossos gatos são tão parvinhos que se queixam mas não se vão embora. Às vezes até tenho pena deles 🙂

Continua a dormir bastante e até tem um horário bastante regular para as sestas. Acorda por volta das 7.30, come, brinca, arranca os cabelos à mãe e depois quer ir dormir a sesta por volta das 10. Depois acorda entre as 11.30 e as 12.00, almoça, brinca, arranha a cara da mãe com um grande sorriso (torturar a mãe é o desporto favorito dos bebés nesta idade) e depois vai dormir a sesta entre as 14.00 e as 15.00. Depois acorda, lancha e ainda vamos a tempo de ir buscar o Tiago à escola.

Entrou definitivamente na fase de reconhecer quem toma conta dela e quem não conhece e até sorri às pessoas estranhas mas se ficam muito tempo a falar com ela ou lhe tentam pegar desata logo a berrar. Se estiver muita gente à volta pior ainda.

Adora o irmão e ri-se de tudo o que ele faz, mesmo quando se assusta com os seus gritos (o Tiago parece ter o controlo de volume avariado ultimamente. Está sempre em volume máximo)

Deixe uma resposta