Joana, 10 meses

É incrível aquilo que a Joana evoluiu em pouco mais de um mês. Aprendeu a por-se em pé sozinha e a andar agarrada aos moveis, a voltar a descer, a gatinhar de joelhos, a deitar-se e voltar a sentar-se com uma grande calma e sem cair, começou a beber pelo copo e fica com um ar muito orgulhoso quando o faz, farta-se de palrar, já com grandes mudanças de entoação, diz mamã ou olá quando me vê e é muito persistente quando quer qualquer coisa. Se os objectos não fazem o que ela quer já dá sinais de frustração e atira com as coisas ou ‘ralha’ com elas, com um ar muito sério.

Também já percebe a palavra não e compreende que há coisas que não deve fazer. Se lhe digo para não mexer em algo, da proxima vez aproxima-se e olha para mim antes de mexer para ver a minha reacção. É claro que depois mexe na mesma, mas isso é porque gosta de provocar, algo que só vai piorar até ter 3 anos pelo menos. Pode ser uma miúda simpática mas ja deu para perceber que isso não quer dizer que seja dócil.

Começámos a brincar com os cubos e as argolas e a Joana adora deitar as torres de cubos ao chão, especialmente se eu fizer efeitos sonoros, e tira as argolas do poste uma a uma. Ainda é muito cedo para tentar construir mas já é uma especialista na parte da destruição 🙂

Gosta muito de livros, especialmente de os comer, mas também de folhear e olhar para os bonecos. Eu digo o nome das ilustrações e ela olha atentamente para os meus lábios a formar as palavras e por vezes tenta imitar o som. Fica muito feliz quando a encorajo e bato palmas quando consegue fazer algo, portanto também já percebe perfeitamente que certas brincadeiras têm um objectivo.

Continua muito bem disposta e meiguinha e ainda hoje esteve um minuto ou dois simplesmente encostada ao meu ombro antes de voltar à brincadeira – e a mamã fica toda derretida e perdoa-lhe as vezes em que leva com um carro de brincar em cheio na cara 🙂

No início de Maio fomos com a Joana à alergologista, fazer as picadas para perceber se a sua intolerancia ao leite de vaca é muito grave ou não. O resultado foi inconclusivo. A maior reacção foi à clara de ovo e mesmo assim não foi nada de espetacular – muito abaixo da bolha de controlo. Temos então de decidir se vamos fazer análises de sangue ou se esperamos para ver. O mais provável é ser apenas uma intolerancia alimentar e não uma verdadeira alergia, o que quer dizer que é provavel que passe por vola dos 3 anos, quando o sistema digestivo tiver mais maturidade. A questão é o que fazer até lá em termos de alimentação.

Deixe uma resposta