Joana, 6 meses

Na passada sexta feira a Joana completou 6 meses. Foi à pediatra de manhã e continua a crescer bem mas não aumentou tanto de peso como até aqui, tendo descido para o percentil 25. Não tem nada de estranho, é apenas indicador de que o leitinho já não lhe chega e precisa de começar a comer outras coisas. Temos então o plano alimentar da Joana para os próximos 3 meses e agora é respirar fundo e insistir naqueli que para mim é a pior parte de ter um bebé – ensiná-la a comer à colher.

Se gostam de jogos díficeis, experimentem um dia destes dar as primeiras refeições à colher a um bebé. É mais lixado do que parece. Primeiro passa-se montes de tempo a preparar a comida e depois é meia hora a dar a mesma colherada, que a criança cospe repetidamente. É das coisas mais frustrantes que alguma vez tive de fazer e quando o Tiago começou a comer sozinho foi um alívio.

Como a Joana vomitou a papa duas vezes, agora estamos a dar uma sem leite e tenho de tirar o meu leite para fazer a papa. Como não encontro a bomba tem de ser à mão, o que demora imenso tempo. Depois deste esforço todo acaba por ir tudo para o lixo porque ela faz caretas cada vez que se aproxima a colher, vira a cara ou faz ‘brrrrrr’ salpicando papa por todo o lado. Tudo para evitar abrir a boca.

Consegui que abrisse a boca algumas vezes, fazendo-a sorrir com barulhos ou caretas mas assim que lhe enfio a colher na boca, à traição, claro, empurra com a lingua, baba-se ou cospe mesmo tudo fora. A outra hipotese é deixar escorrer a papa até à garganta engasgando-se e desatando a tossir, o que é ainda pior. Que parte disto é que é divertido?

Mas pronto, tem de ser e daqui a uns meses a coisa melhora.

Ontem conesgui que comesse o equivalente a uma colher de sopa – de sopa, precisamente. Foi uma grande vitória que duvido conseguir repetir tão cedo.

Fora isso a miúda continua super gira, simpática e bem disposta. Começou a dormir na sua própria cama porque me apercebi que estava programada para acordar a certas horas da noite mas isso não queria dizer que tivesse mesmo fome porque ocasionalmente voltava a adormecer antes de eu ter tempo de a alimentar. Agora espero um bocado antes de ir ao quarto dela para ver se começa mesmo a chorar, sinal de fome, ou se se limita a resmungar 5 minutos e volta a adormecer. À conta disso esta noite só tive de me levantar às 5 da manhã porque às 3 ela adormeceu novamente. Mesmo assim continuo a acordar várias vezes durante a noite o que é muito cansativo, especialmente com a acumulação de muitos meses.

O Tiago também foi à consulta porque tinha acordado a meio da noite a gritar que lhe doia o ouvido e foi lá para ver se não seria uma otite. Afinal parece que não. É só o nariz entupido que faz muita pressão no canal auditivo e que lhe dá dores. Isto só acontece quando está deitado e muito graças à famosa teimosia do Tiago que nem sequer aceita assoar o nariz antes de se deitar sem luta. É claro que em frente à pediatra até foi buscar um lenço de papel para mostrar que o sabia fazer, mas depois em casa nem por isso.

O Tiago está a adaptar-se devagarinho à irmã mas continua muito mimado, pede colo constantemente, quer que sejamos nós a dar-lhe a comida à boca e choraminga muito em vez de falar quando quer qualquer coisa. Nós temos de arranjar um equilíbrio entre ensiná-lo que não pode ser assim e dar-lhe atenção positiva sem estar sempre a ralhar. É complicado.

O mais positivo foi ver que o Tiago começou a perceber que a Joana sorri quando ele lhe dá atenção e faz caretas, portanto ocasionalmente faz um grande show para ela, que o segue muito concentrada e vai sorrindo. É daqueles momentos que eu gostava de conseguir filmar mas sei que se tento estrago tudo.

5 Replies to “Joana, 6 meses”

  1. Bom provavelmente já experimentaste, se a Joana gostar de chucha podes “motivá-la” a abrir a boca para a chucha, enfiar a colher rapidamente na boca dela e logo a seguir a chucha.
    Chucham a chucha e engolem a papa toda. Com o tempo vão aprendendo a comer sem ela. Com o Gabriel foi assim. A Oriana (thankGod!!!!) comeu bem desde a primeira colher.

  2. bloguedamartinha says: Responder

    Parabéns pelos seis meses da Joaninha.
    A Marta nunca foi muito amiga de farinhas, ainda hoje :(, exprimentei várias e ela nunca gostava, ficava enjoada e com vomitos. Mas a que ela ainda coseguia comer algumas colheres era a da Milupa sabor a Maça, é apartir dos 4 meses e é feita com água. Ela não fazia resistência à colher era mesmo à papa porque a sopa ela comia bem.
    Boa sorte com a Joaninha (claro que a maminha é mto melhor que a colher) e paciência com o Tiago.
    Bjs

  3. Claudia, a Joana chucha mais nos bonecos que na chucha mas posso experimentar só que ela já arranjou cá uma técnica de não abrir a boca que não sei se vai nisso. Nem a fazer as macacadas que a costumam fazer sorrir consigo que abra a boquinha.

    Mas parece que de facto é mesmo a papa que ela não gosta. Consigo dar-lhe um bocado de sopa e de fruta mas papa nem por nada. De momento não posso experimentar papas feitas com água porque essas são lácteas e suspeitamos que a Joana tenha uma intolerancia ao leite de vaca pelo que durante 10 dias só pode comer papa não lactea para ver o que acontece. É que ao principio ela até comia muito bem a papa láctea só que depois começou a vomitar e agora não gosta das outras.

  4. Parabéns pelos seis meses da Joana! Já deixei esta sugestão no blog do Pedro, mas não sei se ele comentou contigo. Podiam tentar dar-lhe papas “tradicionais”, ou seja, comprar, por exemplo, farinha de milho e fazer com água. Talvez ela gostasse. O Miguel nunca comeu outro tipo de papas que não fossem assim e sempre adorou, comia lindamente. Milho, Trigo, Aveia… Também podes juntar fruta para dar mais sabor. Eu, ainda hoje,adoro papas de milho.
    Beijinhos!!!

  5. Lena, agradeço a sugestão mas o problema neste momento é mais a questão dela ser aparentemente intolerante ao leite de vaca e as papas eram uma experiência para confirmar.
    Quanto a experimentar coisas que ela goste, por enquanto nem a fruta quer comer portanto não me parece que mudar de papa vá fazer grande diferença por enquanto.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.