Às pintas

Depois de 3 dias de febre, na terça feira o Tiago acordou com manchas vermelhas na cara. Resolvi ir espreitar e tinha manchas no corpo todo, apesar de menos óbvias. Lá vieram os coitados dos meus sogros fazer mais uma consulta ao domicilio e determinaram que era uma virose da familia da rubeola mas que não era nada de grave e deveria passar daí a uns dias.

Ontem as manchas da cara ficaram ainda mais óbvias mas no resto do corpo continuam na mesma. Hoje já estavam outra vez menos vermelhas e, como o Tiago não voltou a ter febre, parece que está a passar.

Acho é que a energia que não foi gasta nos ultimos dias por causa da doença ficou acumulada para hoje porque o miúdo recusou-se a dormir a sesta e passou o dia todo aos pinotes enquanto eu só queria ir dormir ou pelo menos ter um momento de paz e sossego. No such luck.

A minha garganta está melhor, graças ao antibiótico, mas ando com uma tosse irritante e constante que não me deixa dormir e que se torna extremamente cansativa. É uma daquelas que começa com uma comichão na garganta que nos obriga a tossir. Normalmente isso indica uma tosse alérgica mas já tomei xyzal e não fez diferença nenhuma.

Como última esperança de conseguir dormir esta noite, o Pedro foi à farmácia comprar-me um xarope para a tosse, depois de termos finalmente conseguido enfiar o Tiago na cama. Ele já estava para lá de exausto, como seria de esperar, e fez uma birra brutal típica de sobre-estimulação. Acabámos por ter de saltar o banho e limitarmo-nos a vestir-lhe o pijama e deitá-lo no colo às escuras e sem falar até ele se acalmar e adormecer. Só isso já foi uma tortura, ao som de uns gritos que parecia que o estavamos a tentar matar.

Não sei muito bem como lidar com isto. Ele não quer dormir durante a tarde e por mais que tente criar um ambiente calmo e confortável ele não parece ter qualquer espécie de sono. Ao fim de umas horas disto acabo por desistir e à noite é o fim do mundo. Como também estou doente e precisava de poder descansar um bocadinho para conseguir aguentar o ritmo do resto do dia, estou a desesperar.

2 Comment

  1. Dee ,não entre em panico,são fases,esta fase vai durar cerca de uns meses pois eles já não querem dormir durante a tarde pois já encontram outro tipo de interesses com as brincadeiras,e dormir nada,a minha filha foi igual e tivemos
    que deixar o sono da tarde ,cansa-la para à noite ir mais cedo para a cama,assim foi entrou para o colegio com a mesma idade do Tiago,e não dormia na creche claro as 8 da noite estava toda esbodegada .Os ritmos deles
    vão mudando com o crescimento,quando nós já estamos dentro de engrenagem eles mudam para outros ritmos,lá temos nós que nos adaptar novamente a outros … esta fase vai até aos 3 anos( com a minha filha foi,não quer dizer que todas as crinças sejam assim..) os gritos de morte tb é já a medirem forças com as nossas a ver até onde conseguem,eles são mt espertos…Tudo vai correr bem é preciso calma
    Até um dia destes

  2. O Gabriel agora também se recusa a dormir sestas. A única forma de o pôr a dormir é esperar até estar visivelmente para lá de cansado e ir dar uma volta de carro… No outro dia fui com ele à feira no sábado de manhã, passeamos muito no carrinho (que o rabinho tremido tb ajuda), quando voltamos adormeceu no carro e quando cheguei fiquei com ele no carro a dormir 1h30!
    Se o tento levantar acaba por acordar e já não quer dormir mais.

Deixar uma resposta